Ninguém provoca melhor do que David Lynch
Fabio Penna
62

Bacana teu relato, Fabio. É difícil não fazer do Lynch uma referência, já que, em plena era da reprodutibilidade técnica, um cara como ele surge quase como um balão de oxigênio dando sopa. Eu mesmo já escrevi, desenhei e filmei várias coisas pensando em Cidade dos Sonhos, Inland Empire e outras viagens do mestre topetudo. Aliás, não se sinta acanhado: Twin Peaks tem a mesma atmosfera da filmografia lynchiana, mas é bem mais "tragável", digamos assim, do que muitos dos seus filmes. Vá sem medo.

Like what you read? Give Thiago Rabelo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.