(#Canto_Que_Dança) em “Estado de Poesia” por uma CANÇÃO-GRIOT

Sabe, só as Canções perfeitas são simples & desnudam! Para bom entendedor meia Sonoridade é Ancestralidade Africana Infinita mais velha que o Tempo e, por isso mesmo, espatifa calendários-maquinários-do-|capitalismo-racista-machista-homo-bi-lesbo-transfóbico|. Todo o Tempo é qualquer Tempo para a CANÇÃO-GRIOT-(#CANTO_QUE_DANÇA): “Para viver em estado de poesia / Me entranharia nestes sertões de você / Para deixar a vida que eu vivia / De cigania antes de te conhecer / De enganos livres que eu tinha porque queria / Por não saber que mais dia menos dia / Eu todo me encantaria pelo todo do seu ser…” — (Chico César — 2015).