As armadilhas do cérebro para as finanças pessoais

Total Idade
Jul 17, 2017 · 2 min read

Para conseguir economizar, é necessário dominar os impulsos do cérebro. Uma solução prazerosa para este desafio é a prática da ginástica cerebral

Você já tentou controlar suas finanças, mas não deu muito certo? Então pare um minuto para pensar em um detalhe: seu cérebro pode estar boicotando seus planos.

Especialistas dizem que muitas de nossas decisões de compra, por exemplo, não são apenas racionais e que treinar o cérebro pode ajudar a controlar seus impulsos.

Existe uma grande diferença entre desejar um sapato, uma roupa ou um telefone celular, e precisar realmente deles. A maioria das pessoas confunde a diferença entre desejo e necessidade, principalmente em épocas de liquidações.

“O cérebro tem três regiões que comandam nossas decisões de consumo: a social/reptiliana, a afetiva/límbica e a cognitiva/neocortical. Conhecê-las e exercitá-las pode ajudá-lo a controlar sua conta bancária”, explica a Dra. Carla Tieppo, neurocientista e consultora do Método SUPERA de ginástica para o cérebro.

A área responsável pelo impulso é a reptiliana, localizada no centro do cérebro. Mas quando uma pessoa compra algo para compensar uma frustração, por exemplo, a área que entra em atividade é a do sistema límbico, que comanda as emoções e está localizada na superfície medial do cérebro.

A terceira região é a mais usada pelos consumidores cometidos, aqueles que em geral possuem a vida financeira mais equilibrada. Esta área, que fica no córtex pré-frontal, é a parte lógica e estrategista, onde nascem os impulsos da reflexão. Quando esta área está em ação, a pessoa pensa antes de agir.

Aprender a controlar as finanças exige muito esforço e dedicação, além de um planejamento mensal para conseguir enxergar o impacto que esses impulsos causam no orçamento.

“Esse é mais um motivo para praticar ginástica cerebral. As aulas estimulam conexões neurais, desenvolvendo habilidades como concentração, memória e raciocínio lógico, que farão toda diferença na hora de decidir entre comprar ou não”, comenta Antônio Carlos Guarini, presidente fundador do SUPERA.

Quando aprendemos a controlar nossos impulsos primitivos, é possível equilibrar os desejos e analisar corretamente as consequências de nossas decisões. Treinar o cérebro ajuda a ter uma controle maior sobre suas emoções e ações, ajuda a raciocinar melhor e até a ser mais criativo. Mas o que a criatividade tem a ver com economia? Se você precisa de um móvel em casa, por exemplo, talvez possa pensar fora da caixa para transformar um berço antigo e uma prateleira; caixotes de madeira em uma estante de livros, e por aí vai.

Isabella Rabelo / isabella.comunicacao@metodosupera.com.br
(12) 3341–9929 / (12) 99608–7204 / (12) 98866–1732


Originally published at Total Idade.

Total Idade

Written by

Temos mais de 50 anos, descobrindo e compartilhando ideias para viver total e plenamente. Nosso PROPÓSITO é descobrir e compartilhar conteúdo inspirador.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade