Estou desempregado e me sinto desrespeitado

Ser demitido é uma das piores sensações que podemos vivenciar. Há muito de nossa vida ali, expectativas e planos que de uma hora para outra caem por terra. Inesperadamente você não faz parte de “parte de sua vida”, a empresa. Longe da rotina diária, dos amigos, dos colegas. Até o dono do bar do cafezinho lhe foi privado. O caminho, as ruas que levavam ao trabalho… tudo se perde, fica pesado, triste.

Há pessoas que ao chegar perto do antigo local de trabalho têm crises de ansiedade e acabam por desviar o caminho. O luto é inevitável. A sensação de abandono e solidão toma conta de nosso ser integralmente. Perdemos nosso lugar na sociedade produtiva, uma parte de nós deixa de existir por um bom tempo. Algumas pessoas nem conseguem se recuperar, reerguer. Ser demitido é terrível. Um misto de sentimentos embolados que, se não compreendidos e bem trabalhados, podem causar efeito negativo pelo resto de nossas vidas. A maioria de nós já deve conhecer os famosos estágios pós-demissão: negação e isolamento; raiva e revolta; depressão; aceitação. É preciso investir no autoconhecimento — e muito — para superar cada uma dessas etapas. Principalmente a depressão, sob pena de ficarmos nesse estado tempo demais.

A primeira coisa que precisamos ter em mente é a certeza de que somos profissionais dedicados e que demissões acontecem, não porque falhamos, mas por várias razões que não têm absolutamente nada a ver com nossa capacidade produtiva: mudanças na economia; na diretoria da empresa; chefes ruins…. Quando o destino nos “apronta” uma dessas, é o momento de investir em si mesmo, buscar oportunidades, ampliar a visão, mudar o ponto de vista, mapear o mundo e encontrar sua missão. Jamais você terá dúvidas sobre o seu papel na sociedade produtiva, no coletivo. Você se transforma em dono de si e do seu destino. Saberá o que precisa para alcançar seus objetivos e não desistirá nunca. A tristeza, o luto, a sensação horrível da demissão se dissipa como fumaça ao vento. Novos desafios lhe encherão de vontade e força. Tudo o que você precisa é encontrar sua missão, encontrando-se a si mesmo. Quando descobrimos o melhor de nós e o que de melhor podemos produzir, não há crise, mundo ou pessoas despreparadas que nos impedirão de chegar onde quisermos. Você pode ser livre, feliz, respeitado e produtivo. Acredite!

Fonte: Arita Treinamentos


Originally published at Total Idade.