Declaração da Embaixadora Nikki R. Haley no Dia Mundial do Refugiado

“Como esposa e mãe, é difícil imaginar o tipo de terror que leva famílias a abandonarem suas casas para o desconhecido. Os pais de refugiados sírios que conhecemos em nossa viagem à Jordânia e Turquia queriam as mesmas coisas para seus filhos que queremos para os nossos: um lugar seguro para dormir, uma boa educação e a oportunidade de um futuro melhor. Eles pediram que nós contássemos sua história de sobrevivência, superação e esperança para voltar para casa.

“Os Estados Unidos dá mais ajuda humanitária do que qualquer outro país, mas apenas o dinheiro não é suficiente – também devemos trabalhar para acabar com os conflitos que tiram essas pessoas de suas casas, enquanto destroem seus países. Temos muito trabalho a fazer na ONU, mas os refugiados do mundo e os países que lhes abrigam devem saber que eles podem continuar a contar com a liderança dos Estados Unidos”, disse a embaixadora Nikki R. Haley.

No ano passado, os Estados Unidos doaram US$ 7 bilhões em ajuda humanitária em todo o mundo, trabalhando com seus parceiros como a Agência de Refugiados da ONU (ACNUR), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Programa Mundial de Alimentos (WFP), a Organização Internacional das Migrações (IOM), a International Rescue Committee, e Save the Children, as Nações Unidas e outras agências humanitárias estão trabalhando em mais de 130 países, fornecendo apoio, comida, abrigo, educação e cuidados médicos de emergência para salvar as vidas de milhões de refugiados, inclusive os 3,4 milhões que se tornaram refugiados apenas no ano passado.