Minhas rosquinhas.

Seria bem mais fácil escrever um texto em espanhol, ao invés de falar sobre eles.

No entanto, é muito mais instigante, interessante e trabalhoso os descrever.

Na verdade, não quero apenas isso, o que me vem a mente não é uma simples descrição. Além de tudo, sabemos que descrever um indivíduo não é uma tarefa fácil, imagina um grupo interio, ou seja, é um desafio que envolve a habilidade de observação acima de tudo.

“Hm, mas o que você espera com isso?”

Espero conseguir expressar o que cada uma daquelas pessoas transmitem umas as outras.

É fantástica ou melhor dizendo, genial a forma como um grupo de pessoas tão independentes, distintas e que moram como já diz uma velha expressão amiga, longe “from each other”, conseguem ter um relacionamento tão interligado, intímo que abre brechas para que um saiba quem o outro é.

Por favor, mais clareza em suas palavras, moça.

Bem, o que quero dizer é basicamente que a personalidade de cada um deles é o ponto chave para que esse relacionamento funcione.

É simple, uma guria dos cabelos ruivos transparece o tempo inteiro sua calma, sutileza e sensatez no dia-a-dia mesmo que em algum deles se rebele por se sentir ignorada pelos outros do grupo.

Sabendo que essa guria é assim, não é difícil descobrir o que mais de incrível ela possa ser. Essa facilidade que a mesma tem em se enturmar, de ensinar, em saber receber alguém novo em sua vida a faz ser um membro de alta importância no grupo (não que os outros não sejam, mas cada um tem um grau distinto).

Parece até exagero ou puxa saco falar isso, mas não tem como descrever tudo que essa moça é. Ah, vai por mim, ela é demais.

Agora assim, como isso não pode ser longo, senão o texto fica extenso demais. Vou apenas falar uma única coisa que a vai definir: “brigona”.

“Opa! Olha aqui, minha senhora” — Seria o que ela diria.

Bem, perdoe-me, mas não estou enganada. E sabe, é isso que a faz ser genial. É esse poder de discutir, de buscar explicar ou tretar com os outros membros que a faz ser especial naquele lugar. A presença dela tornou-se indispensável para o grupo. (Fora que ela traz os melhores papos e nudes via tumblr para o grupo).

Saindo um pouco da “ruivassaladora”, há o “coxinha” do grupo, não podia faltar, não é mesmo? — hahaha.

Não sei o porquê de o considerá-lo um “superdotado”, não que ele seja isso ao pé da letra, no entanto, ele é meio nerd e adora tretar com a ruiva, ou melhor, gostava. Atualmente ele está perdido em alguma fazenda do IFBA.

Esse guri… uhm. Sabe aquele guri que mesmo sendo o mais novo e em algumas vezes pareça um exagerado, ele sabe te fazer rir. Sabe dar uma de super coxinha e escreve uns textos legais, fora os nudes de toalha.

Não acredito que você escreveu mesmo isso, não parece algo que você escreveria. O que houve?

Ah, é verdade. O que me pegou ao descrevê-lo é que não o contato com esse indivíduo não foi tanto quanto os outros, e mesmo que isso tenha ocorrido, essa interação grupal não seria a mesma sem ele.

Outra personagem neste enredo é uma guria doida por pastel de frango, ou é hot dog de frango? Fora o mingau né? A diva de Diadema, que abala o coração dos paulistas, Amazonenses, Porto Alegrenses, Acrianos e Pernambucanos com esse sotaque delicioso.

Mingau? Já quero!

Ops, quase esqueço. Ela adora um gelado, geladinho, e o baile de favela é bem a cara dela (não que ela desça até o chão). Pense em uma administradora arretada e responsável. De todos, ela é a única sensata para este papel.

#MissMingau para adm única 2017.

Ah, antes de esquecer, fala “Porta, porteira, portão.” — hahaha

Há um deus no grupo, que tem o nome da drogaria daqui. De deus ele não tem nada, e se tiver está mais para Hades.

Socorro, você é louca?

Sim, sou. Bem, esse cara aí não é um dos melhores do grupo, mas talvez não seja o pior.

Embora ele tenha realizado feitos indesejáveis, desagradáveis e insuportáveis, não podemos deixar de lado o quão ele colaborou com o grupo e que no início ele era uma pessoa extremamente “amorzinho”.

O quê? Sério isso? Como assim?

Sim, sério. Lembro-me que o mesmo já me ajudou em alguma coisa que envolvia conversão de arquivo e também lembro-me vagamente de passarmos uma noite inteira no grupo falando sobre teletransporte e como dormir é perda de tempo.

O triste em relação ao Hades é que ele deixou se levar pelo maldito ego. Enfim, existe amor em SP?

Em seguida vem a minha branca de neve. Infelizmente ela nos abandonou, mas sua voz e sua forma meiga não nos abandonou. Ela é àquela lembrança boa que se tem em um dia ensolarado, deitada na grama verde dos seus olhos.

Nossa, são tantos. Quem será o próximo?

Bem, o próximo é um cara extremamente “humorado”, pense em um humor bom é o dele.

Creio que além do belo humor, o que mais esse cara sabe fazer é bolos. Awn, só de pensar dá até água na boca.

De quem estamos falando?

Do Pernambucano mais arretado e dotado que já conheci.

Como assim, dotado?

Ele faz bolos, ou fazia. Não sei mais. Tudo que sabia deixou de existir. Isso tudo ocorreu por uma triste e imperdoável situação. Pessoas que eram tão amigas, passaram a ser desconhecidas.

O que me entristece é pensar que o mesmo deve achar que não está incluso ou que o passado possa vir a interferir em seu julgamento. Embora tenhamos nossas desavenças e ele não suportar a mim, o que passamos antes de todos esses ocorridos é o vai sempre prevalecer.

É uma pena não tê-lo conhecido quando fui a primeira vez à Recife, antes de tudo. Ter o visto e buscado sentir tal personalidade. Não foi daquela, nem será de mais alguma.

Toda a sua personalidade é o que faz do grupo um ambiente sensacional.

Meu Deus! Quase esqueço da Sereia!

What? Sereia?

Sim, sim. Temos uma sereia no grupo. Ela é uma sereiona, uma verdadeira sufistinha. A mamãe dos peixinhos, a cuidadora das algas, a entendida dos aspectos bióticos e abióticos lá no fundo do mar.

Pense em uma pessoa estranhamente amável. (Estranha no sentido curiosa).

Essa paixão por natureza, por água. A simpatia é o que a faz tão nossa.

Pulando para falar do mais legal, o jornalista. Esse aí foi meu Crush a primeira vista. Ele é o tipo de pessoa que se importa com você, pergunta se está bem e sempre está disposto a te ajudar. Existe alguém mais meigo que ele? Eu respondo, não.

A nossa porquinha é a mais gostosa e a mais selvagem. Mandou até foto com um facão! (Socorro!). Ela e sua voz sensual conquistou o coração do grupo.

Engraçado, são mesmo tantas personalidades.

Isso porque não estamos tão perto assim de acabar.

O próximo é o mais novo engenheiro de Natal, esse aí é estilo e balada em pessoa. Isso só pode vir de alguém com nome de deus egípcio. Arrasa na pista e nas bocas alheias, fora o amor de pessoa que é.

Eita, estou ficando nervosa. Sabe aquele momento em que parece que todos irão te julgar por causa das tuas palavras? É o que me amedronta.

Uma das pessoas que mais passou por problemas causado pelas pessoas do grupo, ou que mais o animou é a próxima. A mais bela flor do sertão.

Quando você pensar em uma pessoa extremamente intensa, profunda, sensível e dramática pense na flor.

Ela é aquele tipo de flor das raízes bem longas, profundas que são finas por serem sensíveis. É a flor que ama muito, que chora muito e que vive muito.

O SleepWalk é aquele típico guri do cabelo assanhado, que adora desenhos góticos de cemitério, louco por um Crush poliglota, entendido da Administração. E mesmo que no começo eu achasse que o mesmo não gostava de mim, seu riso encheu meu podre coração de sorrisos.

O meu amorzinho do cabelo verde piscina é a mais pura formosura do grupo. Ela é um doce de leite maravilhoso. Alguém que tem uma pureza no coração e que por isso distribuí charme pelo grupo.

Isso anda um amorzinho só, está ficando até chato ler isso.

Concordo, mas é aquele tipo de situação que o nosso amigo mais deprê do grupo reclamaria.

O mestre gótica desconsolada e pessimista me daria um chega pra lá com tanto amor.

Diria que tudo isso não passa de baboseira e que ninguém ama ninguém, e que ninguém liga para ninguém. Mas o que seria do grupo sem alguém tão pessimista e talvez realista para nos fazer enxergar que a realidade nem sempre é um conto de fadas?

Ele embora seja assim, suas ações contribuem muito para o convívio entre o pessoal. É uma forma de aprender um novo estilo de vida e aprender a lidar com coisa do tipo.

Tem um cara que é malandrão. Gente boa pakas e eu já quero para ser meu orientador de física. Esse aí é superdotado em culinária (só não come carneiro, por favor). Ele é aquele cara zoeira, que ganha risada de todo mundo vestido de mulher.

Os irmãos personalidades confusas.

Ué, como assim?

Sabe que nem eu sei. Não os conheço bem, na verdade só conheço mais ou menos o mais gato dos irmãos. O que é tão fofo e tem uma barba tão hipnotizadora que desperta a vontade de beijar. Além de é que o mais rebelde (creio eu). O outro é mais amigo da Miss mingau e do Mr Humor.

O nosso Warrior! Esse aí é o Crush do SleepWalk. Ele mesmo que é entendido da Administração. Pense em um curso chato, viu. Ele é aquele tipo de cara que se relaciona bem no grupo e que fica na dele de boas só vendo o circo pegar fogo, ao lado de uma boa pipoca e um suquinho de laranja (sim, suco. Você deve ser saudável, moço).

Ryco, Phyno e sedutor. Além de ser um cara finérrimo, elegante e inteligente é psicólogo e cozinheiro da Aeronáutica. Tá bom, vou ser um pouco mais específica em relação a ele.

Adjetivo que o define: Inédito. E te digo o porquê.

Ele é o tipo de pessoa que vai te fazer sorrir, mas vai te fazer mais que isso. Vai te fazer CHORAR de rir e vai te abraçar quando você chorar de verdade, vai te segurar num pulo com as mãos firmes. E vai amar a todos no grupo da forma mais estonteante que há.

Temos um músico no grupo, ele é judeu também, e destruidor de corações, um cara de atitudes um tanto machista, mas que já foi o mundo de uma flor amiga.

A mucura Amazonense é a que mais saí do grupo. Gosta de tretar com o progenitor, com a Miss mingau e que tem uma voz… que voz! (Canta para mim?!)

Ele é aquele rapaz puro, que se auto curte e sabe que ele fazendo isso é depender de si mesmo e não de outros, o admiro também.

O intelectual é o amigo de todos, o cara que sabe ser engraçado mesmo utilizando das palavras mais rebuscadas segundo a norma padrão escrita. Ele é o tipo de gramática ao vivo e a cores. É o cara que além de ser bom com as palavras, sabe utiliza-las para seduzir.

Nossa, já quero ele.

É, muitos adorariam tê-lo. E isso é pouco. Ele é um cientista da computação, um entendido do inglês, e dedicado ao francês. Pense em uma pessoa intelectual.

Ah, mas não pense que ele é o único entendido da computação. Há outro… esse outro é mais complicado falar do que se possa imaginar. O realismo é o me admira nele e por esta razão sua participação já foi muito interessante e legal no grupo.

Por último, mas não menos importante, está o criador…

Para, sério está péssimo. Criador é tão ridículo esse termo. Seja moderna, estamos no século XXI.

Okay… está o instituidor, progenitor do grupo. Mais conhecido como Sr gótico das trevas, mucura chefe, viciado por café, pai do gato mais lindo de todos, homem do tempo.

Esse aí é um poço de personalidade. Características que nele encontram-se são bem específicas. Um gaúcho de gostos peculiares e atitudes ou opiniões muitas vezes admiráveis.

Talvez ele não ache que o mundo deveria ser azul e que a vida é um horizonte de problemas, mas esse guri… ah, esse guri. Tão cheio de emoções e energias, sem contar que ele também é super intelectual.

Se não fosse ele, não sei o que seria da minha podre vida agora.

Aquele entendedor, que reclama do verão, que reclama do calor do outono, e que espera ansioso pela a primavera, mas que cobiça mesmo é o inverno.

E mesmo que cada um deles possua personalidades tão divergentes, foram essas que criou uma só personalidade. O LPE.

E não, ele não é um grupo qualquer, ele é O GRUPO.

E se fosse uma pessoa, seria a pessoa mais perfeita e errada do mundo.

Atualmente o LPE é um grupo que mais tem importância para cada um dos integrantes. Ele é a família que nos aceita como somos. Nossos feitos, nossos erros. Os amores, os sorrisos, as dores, os problemas.

O LPE é o refúgio de um dia mal vivido, a praia, cinema, balada, livraria de um dia espetacular. É a universidade ou escola que te ensina e aprende com você.

Ele é os professores, os psicólogos, os irmãos, Crushes. É teu remédio para insônia.

É tua cama num dia chuvoso e frio. Ou é teu abrigo num dia melancólico. Ou o circo que te tira a mais alta gargalhada.

É, o LPE é vida, é morte é uma gama de sentimentos que explodem a cada dia que se passa.

Mas, acima de tudo o LPE é amigo.

Em homenagem aos meus salvadores, mestres, fontes de inspiração, treteiros eu vos dedico essa parte de mim.

E que um dia eu os possa ver pessoalmente e dizer: valeu a pena os conhecer.