Prezados pais.

“Prezados pais,

A semana de provas está para começar. Eu sei que vocês estão esperando que seus filhos se saiam bem. Mas, por favor, lembrem-se de que, dentre os estudantes que estão ali sentados para fazer a prova, há um artista, que não precisa entender de matemática. Há um empreendedor, que não se importa com história ou literatura. Há um músico, cujas notas em química não importam. Há um esportista, cujo preparo físico é mais importante do que a física… assim como a escolaridade.
Se seu filho obtiver as melhoras notas, ótimo! Mas se não, por favor, não tire dele ou dela sua autoconfiança e sua dignidade. Diga-lhes que tudo bem! É só uma prova. Eles foram talhados para coisas muito mais importantes na vida. Diga-lhes que, independentemente de sua nota, você os ama e não os julga. Façam isso, por favor. E quando fizer, veja-os conquistarem o mundo. Uma prova ou nota baixa não vai lhes tirar os próprios sonhos ou o seu talento. E por favor, não pense que os médicos são as únicas pessoas felizes no mundo.

Com carinho,

A diretoria.”


Dizem que essa carta foi escrita por um diretor de uma escola em Singapura, infelizmente não tenho a fonte para me certificar, mas não poderia deixar de compartilhar esse sentimento incrível e essa consciência de que devemos seguir os nosso próprios caminhos, sem olhar tanto para o lado.

Pais, reflitam sobre esse texto, apesar de simples ele diz muito sobre como devemos lidar com os nossos anseios em relação aos nossos filhos.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.