Cadê Minha Inspiração?

Desde o início das minhas primeiras aspirações artísticas(ainda no desenho, antes mesmo de começar a escrever), vivo procurando por essa coisa, coisa? não sei como dizer, mas é a segunda coisa que mais procuro por aí, perdendo apenas por um amor, parece bobo, mas sou desses que acha que existe amor por aí, sou um bobo que teima que ele ainda há de existir.

Poderia falar dessas coisas de amor, coração e tantas coisas assim.

Corações inteiros não interessam os Leitores, meu coração partido não interessa a mim mesmo.

Tento buscar a inspiração, seja num pôr do sol que antes era tão inspirador, vejo as nuvens rasgarem o céu azul, vejo nuvens cinzas, vejo pessoas, carros, cães, gatos, nada, nada me inspira.

Ponho uma boa música, como uma boa comida, tento imaginar uma única linha que ao fim eu possa me sentir genialmente inovador, que eu possa me sentir um talentoso escritor perdido em meio a selva cotidiana.

Mas me pego pensando em simplesmente fugir de tudo que me cerca, talvez a inspiração esteja por ai, eu ainda preciso encontrar, não é apenas ela que preciso encontrar, mas já me disseram que preciso achar essas coisas em mim, amor, inspiração, talvez ambas as coisas. É só mais uma segunda-feira, é só mais uma segunda-feira, e eu estou sem inspiração, me perdoe o deus dos Poetas, mas é que hoje não deu não.

Talvez se eu for me embora pra Parságada, possa encontrar minha inspiração, mas onde fica a tal Parságada, ou é só um lugar de ilusão?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.