Olá me chamo Vinícius, vamos ser amigos?

Você talvez não me conheça eu sou um cara qualquer que às vezes escreve coisas aqui no medium, que vão desde poesias e histórias longas sobre homens e problemas na vida, até desabafos ou histórias curtas sobre algo que meu cotidiano me inspira.

Bom agora você já sabe o que eu escrevo e de onde tiro minha inspiração, mas isso não é o suficiente pra me conhecer, falando a verdade, a maior parte das pessoas que me conhecem nem sabem que eu escrevo, quando sabem que escrevo nem fazem idéia do que diabos eu escrevo, talvez só uns 3 amigos realmente saibam do que eu escrevo, mas voltando, eu não sou uma pessoa constante em muitos pontos, até ano passado eu queria entrar numa faculdade de medicina e acabar me tornando um médico legal, sabem aqueles que ajudam na África ou nas florestas tropicais? Eu queria ser um daqueles, aquilo pra mim era um puta ato de heroísmo, pra alguém que quer ser herói desde os 8 anos seria legal, mas depois de um ano eu mudei, não consegui passar nos vestibulares pra medicina, eis que na minha mente veio uma ótima opção, unir meu amor por bebidas alcoólicas e a necessidade de ganhar meu próprio dinheiro (infelizmente o medium ainda não foi monetizado igual ao YouTube), decidi virar um Mestre Cervejeiro, isso pra mim é demais, ser o cara que ajuda em tantos Happy Hours por aí também tem sua veia heróica, além da veia poética.

Eu não sou uma pessoa de muitos amigos, na verdade sempre agi como um lobo solitário até começar a ver a cova que eu estava cavando com meus próprios pés, foi quando eu ouvi Cara Valente do Marcelo Camelo que também é ótima na Versão da Maria Rita, que eu vi a merda que eu tava fazendo com a minha vida, poxa, nos meus 18 anos de existência quanta gente não se afastou de mim por meu jeito? Além disso, quantas vezes eu fiquei fazendo besteira por orgulho, após isso eu meio que renasci, das cinzas igual o Ikki de Fênix.

Tão legal quanto isso, pelo menos na minha cabeça.

Então cá estava eu renascido das cinzas, pronto para conhecer um mundo totalmente novo e fazer tudo de uma forma divertida, sem ligar para os rótulos na vida, eu havia desistido do primeiro milhão antes dos 30, havia desistido de bancar o cara normal, e isso me libertou, foi ótimo deixar o cabelo crescer pra ver no que iria dar, foi ótimo passar a fazer a barba apenas quando eu quero, foi ótimo comprar um cantil pra animar festas chatas sem bebida, foi ótimo fazer só um pouco das coisas que eu queria, nem cheguei perto das mais importantes, mas agora eu tô preparado pra mudanças, nem sei direito o que é zona de conforto, isso serviu para mim, me libertou, agora eu posso falar merda pra qualquer um mesmo sem um vínculo de amizade, mas ainda continuo sem muitos amigos, então clica nesse coração, puxa uma cadeira, aceita um café ou prefere chá? Fala qualquer coisa ou pergunta qualquer coisa, vamos ser amigos, afinal sempre é bom ter um amigo à mais.