Talvez eu seja só um poeta

Ao olhar para mim

Não há coisa mais certa

Antes de ser eu já era

E vou ser até o fim

Talvez eu pudera

Ser outras coisas também

Mas vou ser poeta e algo além

Pois nasci com um pé na tristeza

E outro no amor

Pois onde sofro a dor

Posso ver a beleza

Logo não importa

Que caminho ou porta

Sempre vou ser um poeta

Não há coisa mais certa

Talvez eu seja só um poeta