Pensamentos oblíquos

Ta tudo um saco, eu não tenho tempo pra nada e só gosto de ficar deitado, dormindo. É só aí que eu não tenho problemas, pensamentos ruins ou receosos de que algo dê errado.

Quando eu acordo, começa tudo de novo, preocupação, tédio… vejo um projeto novo com chance de sucesso, mas depender dos outros não é a minha praia, quero continuar sozinho, mas mesmo que consiga, não vai mudar o tom de preocupação que me perpetua. É tanta coisa acontecendo, não sei por onde começar, nem o que fazer, sinto que tudo está desmoronando, e eu tento segurar.

Tem sido assim por longos 8 meses, tudo na mesmisse, e simplesmente não importa o que eu faço, nada muda. Ainda restam mais 68 dias, mas será que isso tudo vai mudar depois da prova? Será que dessa vez eu consigo, ou será mais um ano jogado fora? Mais problemas se juntam, mais intrigas, mas indecisões, mais do mesmo, e com tudo eu só vou descobrir se vai melhorar talvez lá pra janeiro.

Sentimento de tristeza continua envolta de mim, nada muda há um bom tempo, mas… Tem essa garota, ela parece ser uma luz, em meio a tudo de ruim que está acontecendo, quando eu falo com ela tudo melhora, talvez ela me tire disso tudo, não sei, espero que sim, estou apostando todas as minhas fichas nela, mas não sei se deveria, espero que eu esteja certo, pelo menos dessa vez, por que se não ocorrer… Tudo terá sido em vão, e talvez demore muito tempo pra eu ver a luz novamente.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.