Senna vs Prost — A Maior rivalidade da fórmula 1


Rivalidade é o licor de qualquer esporte

O automobilismo é um dos esportes que contém mais rivalidades entre os participantes. São inúmeras disputas em velocidades altíssimas, levando os pilotos ao limite de sua capacidade mental e física. Isso é visto claramente na Fórmula 1, a mais popular modalidade no mundo. A ganancia de vitória a cada corrida trouxeram várias competições alucinantes e inimagináveis. E isso aconteceu entre o francês Alain Prost e o brasileiro Ayrton Senna.

Prost e Senna protagonizaram uma das rivalidades mais empolgantes de toda a história da fórmula 1. Muitos fãs olhavam tamanha rivalidade que acreditavam que eram até eram inimigos dentro e fora das pistas. Foram diversas disputas em corridas individuais, decisões de título e várias polemicas.

A rivalidade começou de vez em 1988 quando se tornaram companheiros na McLaren. Parecia que o trabalho em equipe parecia funcionar até o Grande Prêmio de Portugal, onde as primeiras rusgas apareceriam entre os pilotos. A vitória do Francês no GP foi polemica pelo fato que ambos tentaram jogar um ao outro para fora da pista. Nessa corrida, Prost conquistou a vitória, mas no final daquele ano, foi Senna que saiu como campeão.

Em 1989, Prost chegou ao tricampeonato da categoria se igualando a grandes lendas do esporte, porém teve grande polemica envolvendo o seu rival. Em uma disputa emocionante no último GP da temporada, Prost fechou Senna em uma das curvas do circuito de Suzuka. O abandono dos pilotos resultaria no título do Francês, porém apenas Senna se manteve na prova e a venceu. Mas mesmo com a vitória, o brasileiro foi desclassificado por cortar o caminho na chicane, resultando no título de Prost.

Em 1990, Prost saiu da McLaren e foi para Ferrari, mas mesmo com a troca de equipe, a rivalidade se manteve intensa. Ao final do campeonato, Prost e Senna duelariam novamente em Suzuka pelo título, mas com vantagem do piloto da McLaren. E, da mesma forma que ocorreu no ano anterior, Senna deu o troco em Prost colidindo com seu rival logo na primeira curva da corrida. E com o abandono dos dois pilotos, Senna chegou ao segundo título mundial.

A rivalidade entre os dois deu uma diminuída graças a um carro menos competitivo da equipe italiana em 91, que terminou com o tricampeonato do brasileiro. Em 1992, Prost ficou fora da modalidade para seu próprio descanso, deixando a rivalidade em um marasmo.

Em 1993, mesmo com Prost voltando à Fórmula 1, a rivalidade estava em segundo plano. Prost e Damon Hill dividiam os carros da Williams, dominando a categoria. Além de ter o carro mais potente e ser a atual equipe campeã de construtores, a Williams se beneficiou com os problemas que a McLaren teve. Graças a isso, Prost levou o título da categoria de ponta a ponta.

Ao fim daquela temporada, Prost anunciou a aposentadoria e com isso uma das maiores rivalidades do automobilismo acabava. A Fórmula 1 perdia muito mais que uma rivalidade, perdia parte de sua essência.

Mesmo com mais de 20 anos que a rivalidade entre os pilotos acabou, os fãs e pilotos sempre se lembrarão dos grandes momentos que presenciaram. Senna e Prost foram muito mais que rivais, foram grandes pilotos e grandes profissionais. E mesmo no último contato entre os dois, houve respeito e admiração. Uma pena que parecia um adeus.

Prost: “Olá Senna! Como você está? Vença essa corrida por favor!”
Senna: “Olá meu amigo Alain… Eu sinto sua falta.”
Like what you read? Give Vitor Hugo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.