Massive Attack — Trip-Hop

Ela faz relaxar, da sono no bom sentido, faz acalmar os nervos, é propicio quando você se vê esgotado de trabalhos ou estudos e sente que nada pode agradar ou que nada pode tirar você desse mundo oco que é a falta de tempo em relação a tudo.

Ela faz pensar no crush, no dia de amanhã, no dia de ontem, de um passado mais distante, e o melhor momento de se ouvir é na cama, te faz querer dançar, mas não ridiculamente, é psicodélico, tem influencia hippie, é música urban e conceitual, não é em todo lugar que se encontra, é diferente, propicia as noites de boates, não é artista nem banda e pouco gente sabe sobre ela.

Bem, ele se chama trip-hop! Vou apresentar uma Intro sobre esse maravilhoso gênero musical que pouca gente desfruta e que vale muito a pena correr atrás. Para explicar ela, é necessário voltar um pouco na música eletrônica, pois o trip-hop é uma combinação de música eletrônica com batidas que variam de acordo com a intensidade da música, imagine uma música eletrônica comum numa versão mais lenta e ao mesmo tempo harmonizada acompanhado por algum vocal suave ou que seja propicia a música. Numa descrição simplista para pessoinhas leigas, esta é a melhor explicação.

Onde encontro? Músicas que derivam deste termo podemos ouvir a qualquer momento, mas não sabemos ao certo como identificá-lás, quando é trip-hop ou não. Um exemplo recente é a Música Angels do grupo Massive Attack que foi recentemente tema de abertura da novela Verdades Secretas, é impressionante a quantidade de comentários positivos sobre a música depois de ter surgido em rede nacional, é uma clara e obvia demonstração de que muita gente ainda não conhecia ou pelo menos não saberia distinguir um estilo musical do outro. O resultado? Muita gente adorou a música, como se fosse algo de outro mundo…

Como eu cheguei até esse misterioso gênero já não me recordo muito, mas me lembro de que a música piloto, aquela que deu o maior incentivo por procurar outras do gênero foi a música ‘6 Underground’ do grupo inglês Sneaker Pimps, e através de mecanismos de busca pude conhecer vários outros grupos, inclusive os pioneiros nessa área.

Massive Attack — O gênero em si já existia há muito tempo, mas nunca como uma coisa já definida, por vários anos uma combinação de vários estilos, como o surgimento da música indie que eu comentei anteriormente na outra publicação, é uma junção de vários estilos, mas foi graças ao Massive Attack que o gênero surgiu oficialmente E como a cada coisa nova que se cria, se da um nome, e dessa vez ficou conhecida como Trip-Hop.

Normalmente são formações originais compostas por um conjunto de DJs ou produtores e vocalistas, são poucas as exceções. Morcheeba, por exemplo, é uma delas, é denominada uma banda, com uma formação original, tem uma vocalista e também vem acompanhada junto com outros dois produtores, diferente de outras. Já o grupo Hooverphonic sofreu por constantes modificações na formação do grupo, para infelicidade de alguns fãs.

Um detalhe interessante é que, por serem grupos formados por produtores ou DJs nunca há uma voz fixa nas músicas, ou seja, varia muito de musica para música. A cantora Sia por exemplo, já foi do grupo Zero 7 e emprestou sua voz a algumas músicas, assim como fazem vários outros grupos que emprestam, na maioria das vezes vozes femininas para dar uma suavidade ao trabalho.

Hoje em dia é possível presenciar os elementos do trip-hop em variados estilos musicais, inclusive na música pop, mas nunca dando ao gênero os devidos créditos. Hoje em dia, qualquer produtor que se acha bom de mais pode fazer de uma música pop, em especial as baladinhas, as mesmas de Massive Attack.

Nos três últimos álbuns de Britney Spears é possível notar pouca semelhança (Trip to Your Heart, Unusual You, Blur) pode parecer estranho, mas, quando surgiu o termo trip-hop as músicas de artistas pop não se encaixavam neste padrão de batidas desaceleradas, só depois com a tecnologia e de muitos anos em que o trip-hop já havia se estabelecido como gênero original que outros gêneros musicais tomaram posse.

Os pioneiros nesse estilo musical são os grupos Massive Attack, que deu origem ao estilo musical após inúmeras ‘experiências’ musicais anteriores, logo vem Morcheeba, Portishead, Sneaker Pimps, Tricky, Bonono, Zero 7, Thievery Corporation entre outros.

Agora você já conhece um pouco mais sobre Trip-Hop, se ficou interessado corre pro youtube, procure pela tag, existem outros milhares de grupos que fazem ótimas músicas.

Se você é desses como eu que, que gosta de relaxar na hora de dormir ouvindo a música certa para o momento, com certeza o trip-hop será muito proveitoso e relaxante.

Eu criei uma playlist no youtube para quem quiser conhecer mais sobre esses artistas. https://t.co/R26V8arU1T