Alguns reflexos da Revolução Industrial na Inglaterra

Os séculos XVIII e XIX serviram de consagração para o ideal do Liberalismo. A política engajada ao lucro já estava há alguns anos na cultura da burguesia britânica. Praticamente todo o século XVIII foi próspero para a expansão econômica junto da Revolução Industrial. Segundo Hobsbawm, a Revolução Industrial, de fato, explodiu antes da Revolução Francesa e até hoje não teve fim. Pela primeira vez na história o homem conseguiu tornar capaz a multiplicação rápida e ilimitada na produção de mercadorias. O crescimento na exportação de mercadorias era exponencial. Alguns economistas chamam esse processo de “Gênese do crescimento autossustentável”, todos os índices estatísticos mostravam uma crescente enorme, a economia estava a pleno vapor. Os grandes centros urbanos ingleses surgiram graças a Revolução Industrial, transformando profundamente a fisionomia da Inglaterra. O grande crescimento econômico inglês no fim do século XVIII trouxe, como recompensa, o status de potência hegemônica na economia mundial. O transporte era feito por navios britânicos, os produtos eram feitos em territórios britânicos. Todo o processo era feito nas entranhas britânicas, o sistema funcionava de vento em popa. Esses são alguns reflexos da Revolução Industrial no Reino Unido.

Yuri Lorscheider — 27/10/2015

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.