Não Tem no Spotify #03 Jet Dub System

O Jet Dub System é uma mistura equilibradíssima d’O Rappa, Tim Maia e Reggae. É um projeto paralelo do Marcelo Falcão em que faz versões do mestre do soul brasileiro com uma pegada jamaicana do dub.

Mas não tem como falar do Jet Dub System sem antes falar do Falcão e os Loucomotivos. A banda surgiu em um momento de férias d’O Rappa, em que alguns músicos se juntavam para tocar seus sons favoritos. A escalação pegava dois músicos d’O Rappa, Dj Negralha e Cleber, João Fera e Eduardo Lyra do Paralamas do Sucesso, Bino Farias do Cidade Negra, Bnegão e Pedro Selector, Liminha, Cláudio Menezes, Marcos Serragrande, Vinicius Falcão e Alessandra Rodrigues, toda essa galera capitaneada pelo Falcão.

Quem acompanha as influências desses artistas sabe do bom gosto musical, que reflete no setlist escolhido: músicas do Planet Hemp, Bob Marley, Ultraje a Rigor e Gilberto Gil são só algumas das pérolas selecionadas. Abaixo uma do Ultramen, que no Acústico MTV: Bandas Gaúchas (outro disco ótimo que não tem no Spotify), canta com o próprio Falcão.

A banda se apresentou pela primeira vez em 2005 e foi crescendo cada vez mais, ganhando o direito de tocar nas noites de quarta-feira do Verão do Circo Voador. Até a Madona, quando estava no Rio de Janeiro, deu uma passada para ver o que era aquela movimentação.

O Loucomotivos acabou para os artistas priorizarem suas bandas principais, mas surgiu uma versão encolhida, formada por Falcão, Dj Negralha, Vinicius Falcão, Jorge Valladão, Helio Marques ”Ferinha” e Pedro Selector. O time foi batizado de Jet Dub System, sendo Jet um apelido do vocalista: “isso já faz tanto tempo que já não lembro como surgiu. Apenas lembro dos amigos das antigas me chamando dessa forma. Acho que devia ser pelo fato de estar sempre correndo ou fazendo alguma coisa de forma rápida”, explica.

Disponibilizadas na internet, estão três sonzeiras do Tim Maia, mas parece que o projeto também tocava outras músicas, como Jorge Ben (o Rappa mesmo tem uma versão de Take Easy my Brother Charles no primeiro disco).

O Rappa já está com os dias contados, a banda vai acabar e desde os últimos discos eles não chegam ao patamar dos primeiros álbuns da banda, os meus favoritos. Mas ainda assim é um dos meus grupos favoritos e que eu tenho mais horas acumuladas em show. Gostaria que o Falcão voltasse com esses projetos de covers, adoro as versões que fizeram de Bezerra da Silva, Zeca Pagodinho, Billy Roberts, Gal Costa e Luiz Gonzaga

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.