Quando eu decido fazer minhas coisas sozinho as pessoas me perguntam o porque disso… Sempre respondo em tom de brincadeira pra não causar uma torta de climão (Sou profissional nisso).

Nossa mas você vai sozinho?

— Ah sabe aqueles momentos em que você gosta de ficar sozinho assim sem falar com ninguém?

— Sei!!!

— Então eu só tenho um monte deles.

E é verdade, eu não sou nenhuma aberração por isso, é tipo a menina que joga bola todos os dias no por do sol, eu me pergunto o que será que se passa na cabeça dela nesse momento, será que ela queria uma companhia ou será que ela esta feliz sozinha? O que é sozinho pra começar? É não ter gente querida por perto? Não ter gente nenhuma por perto? Um cão e um gato basta?

Ser solitário também pode ser uma questão de momento. Um dia solitário, um mês solitário, um ano solitário, cê pode estar super incomodado com a solidão num minuto e no minuto seguinte ‘Puf’ não mais. A gente sabe que da pra se sentir solitário no meio de uma multidão e muito bem acompanhado quando a gente ta sozinho. A real é que se sentir sozinho pode sim ser uma fonte muito séria de tristeza e sofrimento, e se alguém se manifesta sobre isso a gente tem que tentar ajudar conversar com a pessoa se aproximar dela, mas gostar de ficar sozinho também é uma posição muito válida e ninguém deveria se sentir mal por gostar de ficar sozinho.

A gente tem que lembrar que somos mais de 7 bilhões e cada um se sente de um jeito diferente a cada momento diferente, a gente não precisa antagonizar ou categorizar uma pessoa só por que ela não esta sentindo a mesma coisa que a gente no mesmo momento que a gente. Então que os solitários respeitem quem gosta de companhia e quem gosta de companhia respeite os solitários, que nunca ninguém seja obrigado a estar numa situação que não gosta.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated João Vitor Poggioli’s story.