Oi…

Eu tava indo trabalhar, andando ouvindo alguma música no celular, num desses apps de streaming quando bati o olho em ti. Foi meio mágica, a música parou, tudo ficou meio lento e eu me senti obrigado a entrar na lanchonete e falar contigo, eu precisava descobrir qual era o som da tua voz.

Pode parecer meloso, e talvez até seja, mas eu fiquei nervoso e acabei pedindo um pão de queijo, eu nem tava com fome, tinha acabado de almoçar antes de sair de casa. Eu fiquei nervoso mas se eu não tivesse ficado eu falaria algo mais ou menos como “Oi, eu fui obrigado a entrar aqui para poder falar com você, de todas as pessoas que já passaram por mim nessa longa estrada que chamo de vida, você foi a primeira em que eu me senti assim. Anestesiado e com uma esperança de que o mundo ainda é lugar que vale a pena viver. Me desculpe falar coisas assim, talvez eu seja só um poeta perdido mas sem querer, me encontrei em você".

Ao invés disso, pedi um pão de queijo. Eu costumo ficar nervoso em situações assim. Mas eu tô pensando em um jeito de conseguir falar com você sem parecer um bobo ou um stalker.

“Oi…”

É, só até aqui que eu consegui ir.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Caique’s story.