Eu to gritando por socorro dentro de mim. Eu to exausta. Triste. Sozinha. Querendo fugir de mim mesma.

Eu sinto como se, mesmo rodeada de pessoas, eu continuasse sozinha. Como se fosse eu contra o mundo. Não tenho uma pessoa sequer que eu confie com todas as minhas forças. Eu sinto como se algum dia eu realmente precisasse de ajuda, eu não teria a quem estender a mão.

Muita gente não entende, diz que é fase, que logo vai passar, e a cada dia, eu vejo um buraco enorme crescendo em meu coração.

As pessoas me veem sorrindo, fazendo piadas, brincando… Mas isso tudo é passageiro. Eu me agarro a única oportunidade de fugir de tudo o que eu sinto e por algumas horas, eu sou quem que queria ser.

Eu sinto como se eu fosse um peso para as pessoas. Eu não tenho importância. Eu sou qualquer um. Eu, eu, eu.

Tem dias que tudo o que eu preciso é de um abraço e outros eu preciso ficar sozinha.

É uma vitória levantar da cama com disposição. Eu perdi totalmente o gosto mas coisas que eu mais gostava, por exemplo, ler e assistir séries. Eu não consigo mais me concentrar.

Eu queria que isso parasse.

Minha cabeça tá muito confusa.

Eu quero sumir. Eu queria deixar de existir.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.