O Fim do Para Sempre

Por que complicamos tanto,
A ponto de deixar o ego vencer?
Por que não pegamos o telefone e ligamos
Todas as vezes que a saudade bater?
 
 Aquele dia de chuva que eu queria te dizer
 Que tentar voltar atrás nem sempre é retroceder
 Que alguns momentos bons, merecem reviver
 Mas eu fiquei preso em mim mesmo e não cheguei até você
 
 Você estava em minha frente, um tanto indiferente
 Pouco a pouco eu percebia
 Sua boca não me falava, mas a indiferença me dizia
 O que eu tinha pra te dizer, não era o que você queria
 
 Então eu não disse nada, só sorri, eu já te conhecia
 Minhas palavras não mudariam o que você decidiu um dia
 Então eu te abracei, beijei e me despedi
 Deixei o resta de nós virar poesia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.