Plano de internet no Brasil terá franquia de 10GB a 250GB mensais. Acompanhe comigo:

- Tu assistindo Netflix HD consomes 3GB POR HORA;

- Spotify? 3,75GB por mês se tu não fores ávido por música;

- Tua SmartTV também consome dados;

- Teus canais favoritos do YouTube, idem.

O que é injusto é contratar um serviço que já não é bom e que agora deliberadamente continuará não entregando o prometido. Na prática, tu pagarás por Netflix e acabarás diminuindo a qualidade do vídeo que assistes apenas porque será inviável adquirir um plano com franquia maior.

- “Mas Leticia, isso é um first world problem™️!”

Pode até ser, tem questões muito mais sérias no país. O interessante é que isso ocorre contemporaneamente a discussões de como limitar a Netflix por empresas de conteúdo (leia-se TV paga e aberta) e cobrar ainda mais impostos, com anuência da Anatel quanto a essa demência de modelo de franquias.

Curiosamente o que vale aqui é o princípio “uma mão lava a outra”. Familiar, né não?

Leia mais em: http://tecnologia.ig.com.br/2016-03-10/o-que-muda-com-o-limite-de-uso-dos-planos-de-internet-banda-larga.html