Aos poucos se vai longe

Tenho um perfil na rede social Skoob, que é voltada para quem gosta de ler. Lá a gente pode marcar os livros que já foram lidos, os que estamos lendo e os que queremos ler. Dá para marcar quais são os livros favoritos e até para fazer resenhas.

O Skoob me ajudou a organizar a vida literária e vive me surpreendendo com suas funcionalidades (como exemplo, o paginômetro que marca quantas páginas a gente já leu na vida!). A última novidade que me encantou foi o resumo do meu ano de 2015. Pelo resumo, fui informada que em 2015:

  1. eu li 36 livros;
  2. ao todo foram 8.380 páginas;
  3. a média de páginas por livro lido foi de 233;
  4. a média de páginas lidas por dia foi de 23.

E foi exatamente esta última informação que chamou a minha atenção.

Conheço pessoas que leem muito mais do que eu. Mesmo assim, ler 36 livros em um ano está muito acima da média de leitura do brasileiro (que é de quatro livros por ano). Aparentemente pode parecer uma missão impossível ler muitos livros em um ano, mas se olharmos para esta estatística de 23 páginas por dia, o impossível de repente se torna possível. Ler 23 páginas não é um bicho de sete cabeças, é só imaginar a quantidade de coisas que a gente lê no dia a dia (reportagens, textos em redes sociais, etc).

Portanto, se você dedicar meia hora para ler cerca de 20 páginas todos os dias, vai conseguir ler muitos livros em um ano. Isso não vale só para a leitura. Vale para tudo na vida.

Se você fizer um pouquinho de exercício físico todos os dias (não precisa ficar enfurnado na academia), provavelmente em um ano sua saúde estará melhor. Se você dedicar um pouco do seu dia para aprender uma nova língua, ao final de um ano pode ser que esteja quase dominando uma língua estrangeira. É a mesma lógica do cofrinho. Você pega as pequenas moedas do dia, coloca no cofre e depois de um ano, quebra o cofrinho e fica surpreso com a quantidade de dinheiro.

Esse é o caminho. De pouquinho em pouquinho, a gente vai longe. Essa reflexão nos leva a uma excelente dica: qual é o meu objetivo de vida (ou um dos objetivos)? O que eu posso fazer diariamente para chegar até ele? Então comece. Aos poucos. E depois de um ano veja o resultado. Pode ser que você se surpreenda. Boa sorte!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.