Dilma e o impeachment

Eu não sou a favor de quebras estruturais e regimentais por conta de pesquisas de opinião. O fato de hoje ela ter supostamente 9% de aprovação, oculta o fato de que tais pesquisas são feitas com algo na faixa de 2500/3000 pessoas e sendo assim, não são os 200 milhões de pessoas que foram às urnas em 2014.

Eu não gosto da Dilma, creio que seu governo se tornou a síntese de tudo que pode se fazer errado em termos de política econômica e social, mas ela foi eleita com um grande capital de votos, em uma das decisões mais disputadas da história recente brasileira.

E seria muita pretensão acreditar que por que eu e mais outros acharmos ela ruim, desmerecer o processo democrático e colocar um fim ao mandato presidencial dela de maneira irresponsável.

As pedaladas fiscais e a contabilidade criativa não são invenção de Dilma Russef, os primeiros a usá-las foram os militares nos anos 70, para justificar o “Milagre Econômico”, sendo assim é hipocrisia querer creditar a perda do mandato da presidenta a isso. Pois se assim fosse, teriam de olhar ao menos todas as contas da União aprovadas desde o FHC e aí teríamos de cercar Brasília e declará-la como o maior presídio do mundo.

Novamente, EU NÃO CONCORDO E NÃO GOSTO DA DILMA. Mas no entanto, ainda não perdi o senso crítico. Sou 100% vigilante quanto ao que ela faz.

Ela mentiu descaradamente no período eleitoral, bem como durante os 4 anos de governo anteriores foi irresponsável e cometeu equívocos imperdoáveis (gratuidade da conta de energia elétrica, segurar o aumento dos combustíveis, perdoar dívidas de países, gastar no PAC sem ter qualquer obra terminadas e assim segue). Por conta disso sim, ela deveria ter sido devidamente demitida em 2014, mas infelizmente, ela foi reeleita.

É assim que funciona a democracia, não é governo de pesquisa de opinião, mas de votações majoritárias. Ela pode até ser retirada, mas que seja pelos motivos certos e não porque um grupo acha ela “chata”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Alex Alprim’s story.