não há um só momento

em que eu olhe para o passado e deixe de pensar

“deus, como fui feliz”

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Pedro Souza’s story.