Pra ela

Tem uma menina.
Ela é linda.
Uma gracinha, cheia de encanto.
Gosto de conversar com ela.
Pra ela, conto do meu dia,
Conto como estão as coisas.
Talvez, fale mais com ela do que com meus pais.
Ela me faz rir,
Seja com uma história engraçada,
Seja com aquela piada sem graça.
Ela me faz sentir importante,
Ela se importa. Faz questão.
Acho que ela sabe 
Nunca disse nada.
Queria falar com ela
Como ela me faz sentir diferente
Num mundo cheio de iguais.
Devia falar pra ela
Que queria estar dentro de um abraço dela
Onde não exista mais nada.
Só ela.
Queria falar pra ela
Que todo dia durmo pensando nela.
Naquele sorriso,
Na minha mão entrelaçada com a dela.
Queria falar pra ela,
Que agora mesmo,
Eu queria falar tudo isso olhando pra ela
Meio sem graça,
E com as bochechas vermelhas.
Mas sabendo que era a coisa mais certa a ser dita.
Queria, mas não devo.
Ninguém deveria guardar um sentimento
Tem coisa que a gente 
Tem que guardar pra gente.
Mesmo que isso nos exploda por dentro.
E quando explodir, 
Escreva um poema.
Assim como eu.

Like what you read? Give Arthur a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.