Caindo de para-quedas por aqui, comentando apenas para saber como terminou essa estória.
William
1

Acho sensacional que depois de tanto tempo esse texto continua gerando um certo buzz. Interessante perceber como isso de certa forma, ainda incomoda as pessoas.

Respondendo tua pergunta: não, não me formei. Acabei cada vez me distanciando mais de métodos formais de ensino e procurei fazer tudo diferente. Em diversas situações isso faz com que eu precise correr atrás de alguma coisa que eu não sei, mas acredito que isso é válido pra todo mundo que trabalha com TI,z especialmente se tratando de desenvolvimento (que evoluí cada vez mais rápido).

Como front-end, com um certo interesse por infoSec e um inglês bom o suficiente, isso me possibilitou algumas oportunidades bastante interessantes. Hoje, há mais de um ano, eu trabalho remotamente para uma empresa nos Estados Unidos e considerando que isso parece ser de grande interesse de muita gente, pode-se dizer que no final das contas eu fui capaz de me virar em meio a toda essa estória.

Isso não me torna especial de nenhuma maneira, mas válida a minha hipótese (e a tua) de o que trás retorno é de fato o esforço e interesse. O resto são só mais ferramentas pro arsenal.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.