Dando um passo pra trás

O texto abaixo é uma tradução literal de “Take a step back” publicado originalmente por Aaron Swartz em 18 de agosto de 2012 em seu blog que atende pelo de nome Raw Thought, ou pensamento cru. O meu único intuíto aqui é tornar algumas das suas idéias até então não muito exploradas, acessíveis para o público em geral, não limitando apenas a pessoas com conhecimento da lingua inglesa. O texto original pode ser lido aqui.


Na maior parte do tempo, eu via em meu trabalho, uma chance de fazer boas escolhas. Eu era o responsável por fazer as melhores escolhas baseadas nas opções que a vida apresentava. Eu poderia sair com esse amigo o outro, escolher aquela escola ou aquela, aceitar aquela oferta de trabalho ou essa.

Mesmo com os meus próprios problemas, eu lidava dessa maneira. Se alguém estive sendo irritante, eu escolheria evitá-la. Se alguém estivesse me incomodando, eu apenas parava de pensar sobre isso. Eu apenas tentava me manter focado no que estava a minha frente.

Recentemente, no entanto, eu comecei a valorizar a virtude de dar um passo para trás e tentar enxergar a imagem como um todo. Ao invés de tentar apenas escolher a melhor opção, eu tento inventar novas. Ao invés de tentar evitar coisas que me incomodam, começo a bolar planos pra resolver isso.

É estranho. Eu me sinto mais no controle da minha vida, melhor equipado para lidar com os problemas difíceis. Sint0-me desenhando meu próprio destino, ao invés de apenas seguir um caminho. É difícil de explicar, mas é um sentimento de estar ficando mais forte — não fisicamente, mas psicológicamente. É um sentimento bom. Eu me sinto evoluindo enquanto pessoa.

Então eu comecei a me perguntar: Existe mais da onde isso vem? Eu compreendi que eu nunca questionei se eu podia ser melhor na vida. No meu trabalho, eu estou constantemente procurando maneiras de aprender e crescer — lendo os últimos livros e artigos sobre determinando assunto, conversando com pessoas com trabalhos semelhantes a ouvindo o que funciona pra eles. Por quê então, não fazer o mesmo com a vida?

Acontece que é surpreendentemente difícil. A vida não tem um manual de instruções e os conselhos dados pelos pais nem sempre funcionam. TV e jornais não nos oferecem muito mais do que dicas rápidas e eu nunca vi um curso sobre isso na escola. Existem cursos de auto-ajuda, é claro, mas eles me parecem mais práticos: Normalmente são menos sobre lidar com problemas difíceis e mais sobre fazer você acordar pra vida. E também tem a filosofia sobre "A Boa vida", mas me parece indo em uma direção completamente diferente. Existe muito pouco ali que alguém possa aproveitar de maneira prática.

Os blogs são uma mistura estranha. Existem blogs para "life hacks", dos quais estão cheios de utensílios e métodos que parecem mais causar problemas do que ajudar. Existem blogs relacionados a anti-procrastinação, onde o autor tem frequentes epifanias que em resumo apenas significam "pare as distrações e finalize algo". E existem os charlatões, que vão lhe dizer que você pode alcançar os seus sonhos mais improváveis, se você seguir os seus métodos patenteados.

Então ao invés de procurar em lugares óbvios, eu tenho encontrado pequenas coisas em vários tipos de lugares diferentes: experimentos psicológicos, livros sobre negócios, filosofia, auto-ajuda, matemática e em meus amigos. Mas considerando que não existe uma comunidade relacionada a isso diretamente, é difícil encontrar alguém pra discutir sobre (tentar convencer as pessoas de que esse pode ser um assunto interessante não vale a pena).

Pensei então em começar a escrever sobre isso pra ver se alguém se importa. Talvez isso evolua para algo, mas mesmo que não, ao menos vai me ajudar a entender os meus pensamentos e talvez conseguir algumas boas referencias para leitura.

Eu não tenho um nome para dar sobre isso que eu falei e também não sei exatamente o que é. Eu espero que isso se torne mais fácil com a prática. Mas enquanto isso, o que te ajuda a ter uma vida melhor? — pensando, decidindo, trabalhando. Seja um sistema um método ou um livro ou uma pessoa, eu adoraria se você se você mencionasse isso nos comentários.