Consagrado

eu não sei se você abriu as infinitas possibilidades de ser e experienciar o universo que criamos e que cria a si próprio. ou se fui eu, que ao comprometer-me no trabalho de consternação, consegui abrir o peito para a entrada de ar limpo e de novas faculdades de pensamentos e escolas de vida. eu sinto que me foi presenteado o tecido do espaço-tempo e eu engendro a matéria a criar as deformações da maneira que acredito. como um novo ciclo. como um ponto inicial. A não-finitude é uma sensação que transpassa a linguagem e se expressa no corpo de maneira subjetiva. o que é a sensação física de se sentir cansada por fazer um esforço, frente a possibilidade de concepção e materialização criativa de si em uma totalidade.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.