EFÊMEROS

Ah, os romances são tantos

Tantos que da para esquecer até os nomes

Esqueço de cair aos prantos em cada perda

Mas temo que algum me esqueça

Eles nunca voltam

Se acabam na mesma noite

E na mesma noite juramos eternidade

Uma eternidade que dura algumas horas

Tempo suficiente para muitas histórias

Histórias que se apagam junto às estrelas

No dia seguinte, sem muita surpresa

Nossos envolvimentos são profundos

Além disso, imaturos

Nos apaixonamos com ingenuidade

E acabamos antes que fique muito tarde

E assim seguimos amando

Nos apaixonando

E nos embriagando

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.