não sou eu, é nós dois


Não sei mais por que apareceu,
Não sei mais por que insisto,
Queria saber o que estamos fazendo.

Nunca te darei ouvidos,
Nunca entrarei em seus padrões.

Você não me suporta.
Você não me tolera.
Se pudesse, mudaria tudo em mim.

Nossa frequência de discussões
é quase a mesma das conversas,
a mesma dos silêncios,
a mesma das incertezas,
a mesma dos desaforos,
a mesma da irritação.

Pois você não me odeia,
apenas odeia me amar.

Like what you read? Give cris a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.