Gelo derretendo, queimadas em florestas, emissão de gases poluentes. Vejo muitas petições em relação á nossa mudança frente as atividades do ser humano a natureza e ao meio ambiente. Não estou escrevendo isso para causar pânico ou dúvida, estou escrevendo para dar uma noção básica de como funciona o comportamento do planeta nas atuais pesquisas científicas. Todas estas coisas que lhes informo são sabidas por diversos cientistas. É uma rotina de pensamento em função das reais circunstancias que levaram nosso planeta para a extinção, criar essa rotina e manter ela no futuro, é dever de todo cidadão da Terra.

A Terra e o processo de desertificação.

A mudança climática não é, por si só, uma condição da atividade humana. É uma condição humana quando aceleramos o processo de efeito estufa ao emitir gases poluentes e aquecer o planeta com atividades humanas. Se a industrialidade das coisas utilizar ainda carvão e petróleo como suas fontes de energia, o consumo de madeira sem fazer o reflorestamento para suprir a necessidade que as arvores tem de fazer a fotossíntese, tudo isso só acelera o processo de desertificação planetária, que é em suma, inevitável.

A Terra e o sistema solar.

Quanto o planeta ficar mais quente, é um fatalismo universal. Existe em todo sistema solar, uma zona habitável do Sol, e nós da Terra estamos nela. Algumas pesquisas científicas indicam que o planeta Terra entrará em EXTINÇÃO TOTAL das espécies de natureza, flora e fauna, e meio ambiente existente no planeta, em torno de 1,5 á 2 bilhões de anos. Ou seja, só nos resta 2 bilhões de anos. O fim do planeta é inevitável, mas podemos produzir outro, podemos investir e fugir para o espaço. 2 bilhões de anos é tempo suficiente para criarmos colônias em marte e em outros planetas.

A Terra e o fim do planeta.

A Terra, por ser um planeta em suma aquático, se transformará numa bolha de gases quentes em 1,5 bilhão de anos, até sua desertificação antes do Sol, que presume em 5 bilhões de anos, virar uma supernova. A vida no planeta Terra será inevitavelmente extinta, será uma grande panela de pressão cozinhando todos os seres vivos e natureza deste nosso planeta. Por isso, é necessário um esforço coletivo humano para desenhar e produzir naves espaciais para fugir daqui, levando o necessário, e deixando o supérfluo.

A Terra e outras adversidades universais

É possível um choque planetário contra um meteoro, cometa, mas nesse caso, observadores profissionais e amadores do espaço, estão em conjunto analisando todos os objetos espaciais próximos da Terra, afim de evitar qualquer forma de choque com meteoro, asteroide ou cometas e até mesmo salvar vidas em caso de um choque inevitável.

A Terra e a era espacial.

É fato que com esforços humanos, podemos Terratransformar o planeta Marte numa Terra, já que será o próximo planeta que vai entrar na zona habitável do Sol. Em função disso, teremos que ter apoio global a nível comunitário, em função de produzir um 2º planeta antes do relógio de 2 bilhões de anos se acabe. Até lá, teremos que ter também transportado boa parte dos animais terrestres, e algumas espécies dos aquáticos, afim de garantir suas sobrevivências e não deixá-los morrerem sozinhos no planeta Terra. Mas para isso, precisamos de naves espaciais, precisamos seriamente investir no espaço como forma de salvamento.

Marte e o fim do Sol

É sabido também que o Sol tem tempo de vida, como toda estrela no universo. Marte não é definitivo o 2º planeta construído para ser casa da humanidade, por isso, precisamos de esforços que tenham efetivamente a condição de viajarem pelo universo, em busca de novas moradias para nós seres humanos, e a flora e fauna da Terra, a natureza da Terra, que carregaremos conosco.

O futuro da humanidade

O planeta Terra acabará, Marte também, e o Sol também, mas a humanidade acabará meio a essa extinção toda? Em meio a tanta inovação tecnologia, chegar-lo-emos a naves espaciais rápidas, de grande porte e sua produção em grande escala, preparando o mundo para atravessar o universo em busca de uma nova casa, um novo planeta para chamar de Terra.

— — — — — — — — — — — — — — — —

Por tanto, chegou a hora das mentes pensantes, mentes brilhantes, mentes engenheiras, e mentes do mundo todo arquitetar as novas naves espaciais capazes de conduzir seres humanos através das galáxias, e começar a investir em novas fontes de energia, novas capacidades de armazenamento de energia é inevitável. E garantir a sobrevivência dos futuros cidadãos do planeta, é algo que nós, no agora, devemos fazer. Não deixaremos para ultima hora fazer tudo. Façamos agora, e façamos com honra, dignidade e respeito com todos.

Um grande abraço a todos, do presente, do passado e do futuro.
Alexandre D. Albuquerque