O discurso do desapego é o mantra mais ridículo. É uma religião seguidas às cegas, ou melhor, uma seita que sacrifica o bom senso.
CRÔNICA — O que não te falam sobre o tipo de amor que encontramos hoje
Murillo Leal
3602

Sempre bati nessa tecla! Chamo de “síndrome de Isabela Freitas”.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.