Quando escrevo aqui penso: por que escrevo aqui?

Talvez escreva para não ser lido.

Ou escrevo timidamente, para ser pouco lido.

Mas não é verdade. Quem escreve para si?

Nem diário é só para seu escritor. Lá é para o eu do futuro; e eventualmente para um curioso alheio.

Me percebi que faço disso aqui (medium) um pequeno retrato do meu estado mental do dia. Não chega a ser um diário, porque não é sequencial, como pediria o exemplar. Porém é sequencial e de acordo com a minha evolução/involução.

Em tempos de informatização e democratização da fala, a audiência é limitada. Tem para todos os gostos e, com sorte de um “meme”, poderá passar a ser visto. …


Sentença de embargos de declaração

A parte opõe embargos dizendo que eu não disse tudo em sentença.

Abri o prazo para o adverso dizer que foi dito sim. Mas esse, também não satisfeito com a parcialidade do acolhimento da sua pretensão, disse que eu não teria dito sobre outra parte que eu disse sim, mas que que sobre aquela parte, do seu oponente, tudo tinha sido dito de fato

Então vamos dizer a diante.

Digo, pois, que foi dito tudo que era necessário eu dizer. …


Antes, preciso fazer dois alertas:

2. é uma impressão minha com base na região que eu moro.

Essas observações são importantes porque talvez o problema não esteja nas pessoas, mas no local. Talvez o mar influencie o atendimento, deixando os prestadores de serviços mais preguiçosos e displicentes.

Quando digo prestador de serviço vou de médico a pedreiro, sem exceção.

Se o profissional é bom, o atendimento da sua equipe deixa a desejar, o retorno do contato é péssimo, o acompanhamento falho… em algum ponto algo é falho.

E por que eu disse que sou prestador de serviço? Porque a crítica vale para os primeiros ouvidos que ouvem (ou, no caso, primeiro olhos que leem). Não estou isento dos erros e criticas, mas por ser um prestador de serviço, acho que fico mais perceptível (ou chato mesmo) para algumas coisas. …


Acho que todo mundo já teve o desprazer em algum momento da vida de ter que conviver com uma pessoa de mau caráter. É um jogo duplo e difícil, porque quando se descobre, ela já faz parte da sua convivência, seja no trabalho, ou diante de uma relação comercial ou até dentro círculo social de amigos e conhecidos.

Há indícios que poderiam ter sido percebidos antes. Eu, pelo menos, até sinto, mas vem uma voz mais alta em mim que sempre dá razão à dúvida, já que todas as pessoas são boas até que me provem o contrário.

E como lidar com uma pessoa que tem um desvio de caráter? …


Não existe setor da economia ou tamanho de negócio que possa dizer “eu não tenho necessidade de investir no digital”. Quem pensar assim não terá um presente (ou futuro).

Image for post
Image for post

Estamos vivendo uma mudança de era ou uma era de mudanças? O aparente jogo de palavras revela, na sua essência, a percepção que temos sobre as novas experiências, se são presentes ou futuras.

Ao contar a história é muito comum criar marcos pontuais na transição de uma era para a outra, como se a alteração de uma data para outra definisse uma nova forma de pensar, agir e viver, entretanto, enquanto se vivencia a mudança, não há um marco claro, ao passo que simplesmente vamos experimentando cada uma dessas inovações no dia-a-dia, com negações de alguns e protagonismos de outros. …


Image for post
Image for post

O mundo todo está sofrendo com a pandemia do COVID-19, mas o Brasil é o único país que, em meio a essa tragédia, tem como manchetes principais a nossa instabilidade política. Aliás, divide-se os noticiários entre os absurdos causados por essa doença e os causados pelas tais “lideranças” do nosso país. Não há um dia sequer que sejamos poupados da tristeza ou da indignação.

Se ninguém consegue ter uma resposta definitiva sobre o amanhã e os mecanismos mais adequados de enfrentamento do corona vírus hoje, ao certo o COVID jogou na nossa cara o quanto estamos encurralados e perdidos em burocracias e sistemáticas sem sentido. …


Não é Moro, nem Bolsonaro… eu só quero um Presidente que eu respeite.

Image for post
Image for post

Sei que quando se trata de política sempre há amores, idolatrias e outros interesses — legítimos e alguns não — que afetam o julgamento e tomam conta das opiniões.

É difícil ouvir sensatez quando se trata de política, por isso, na maioria das vezes, penero quem ouço e só me calo.

Ser de direita ou de esquerda pouco importa, ao menos nesse Brasil atual.

Ser ou preferir PSDB, PT, PSL ETC já não importava antes, agora então (obs. olha que ridículo quem votou no PSL e nos deputados, senadores só por causa de Jair Bolsonaro. …


Mais um resmungo desse advogado.

Image for post
Image for post
foto extraída do site: http://mazelasdojudiciario.blogspot.com/2012/03/989-dos-advogados-consideram-lenta.html

Acabei de escrever um texto simples sobre os problemas sistêmicos do Judiciário brasileiro e seus conformismos.

No texto anterior falei especificamente sobre um caso em que o juízo mandou esperar mais um pouquinho, além dos meses que já tinha esperado a ineficiência do próprio Judiciário e agora esperaria pela atitude eficiente de digitalizar os autos que eram físicos. Bom, se não entendeu muito bem, dá uma lida aqui.

Ainda marcando os prazos de hoje leio a seguinte decisão:

“o prazo médio para cumprimento da Carta Rogatória é de aproximadamente oito meses, podendo ser prorrogado por até um ano. Aguarde-se, pois”.

Mais um aguarde-se, pois! …


Um resmungo digital de um advogado.

Image for post
Image for post
foto extraída do site: https://www.avozdascidades.com.br/noticia/jales-a-inexplicavel-morosidade-da-justica-federal-em-jales-e-em-todo-o-pais

Escrevo aqui longe de qualquer pretensão, principalmente a de ser lido. Pode até ser desnecessário esse importuno aviso, mas, do contrário, acho que me sentiria pretensioso, pois isso é mais um desabafado profissional do que uma tentativa de texto autoral. Além disso, hoje há literalmente um mundo de informações na rede social, no qual aparentemente apenas títulos e subtítulos são lidos e, no fim, é o que parece importar.

Feito esse lamurioso preambulo, vou ao assunto: a“Justiça”.

Toda vez que atendo um cliente tendo explicar as nuances do Judiciário e utilizo-me dos típicos exemplos apresentados ainda em sala de aula, na época da faculdade, que, aliás, são bem reais. É o caso de dois irmãos (amigos, parentes, não importa) que ajuízam a mesma ação e obtém resultados totalmente diferentes, um sendo procedente e o outro totalmente improcedente. …


Anestesia a vida

Há tantas e tantas situações do dia-a-dia que anestesiam nossa característica essencial da vida. Nominar todas seria impossível, até porque cada um pode encontrar um anestésico próprio. Mas vou falar dos mais conhecidos.

Comer compulsivamente;

Assistir desenfreadamente séries e filmes;

Vídeo-game durante horas;

Sexo igualmente insaciável;

Carências e exageros…

A lista — se é que há uma lista — é grande.

Anestesiar sua vida é deixar de perceber em si e no mundo alguns detalhes.

Há um esforço enorme para concentrar seu foco e energia sempre para fora, sem um olhar para dentro. …

About

Adriano Ialongo

Sócio do escritório ialongo advogados

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store