estranha forma de sentir.

teste. teste. será isto um sinal?

por momentos pensei que se voltou a ligar. esta máquina palpitante. que nunca perdoa, sempre imprevisível.

estarão de novo vivos, estes sentidos sufocantes que brincam violentamente com este corpo mortal e intoxicado pelos pecados mais mundanos.

estarei com a visão tão turva que nem sequer consigo enxergar se o copo está meio vazio ou meio cheio? serei imune ao equilibro.

de onde vêm estes sentimentos outrora desligados, mortos e inexistentes? porquê? serão um sinal que devo voltar a tentar ou vieram apenas me atormentar?

(stand by)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Adriano Abreu’s story.