Ser professor…

Educação

Uma das maiores dificuldades durante a na nossa juventude é decidir que área profissional vamos seguir. Muitos seguem seus instintos e escolhem a faculdade/profissão que mais lhe agradam. Outros seguem os passos de seus pais ou parentes mais próximos. E quando não temos certeza do que queremos de verdade, nos tornamos profissionais infelizes, desmotivados. Ainda temos os casos em que nem imaginamos determinada profissão, e quando paramos para ver, já não conseguimos viver sem fazer aquilo.

Quem me conhece, sabe que nunca escolhi me tornar professor, foi um desafio que surgiu, em uma época em que eu precisava trabalhar e abracei o projeto. Muitos anos se passaram, e sinceramente não me arrependo de nada, muito pelo contrário, eu agradeço e muito por todos os desafios e obstáculos que surgiram nesse período. Já se passaram mais de oitos anos e nesse período eu pude: aprimorar-me como profissional, aprender e muito com os meus erros (e tentar não comete-los novamente, rsrsrs) e dessa forma evoluir como homem e como profissional, tive a honra de conhecer e conviver com pessoas incríveis que, além, de serem meus alunos, indiretamente também foram meus professores.

Posso dizer com muito orgulho, que sou muito feliz e realizado, executando a nobre arte de ser professor. Ter a oportunidade de transmitir conhecimento para as pessoas tem sido algo extremamente gratificante, onde não há cansaço, mal humor, mas sim, a vontade de ajudar alguém a crescer na vida. Acho que essa é a missão do professor, ajudar e educar o próximo.

Ser PROFESSOR é ter a oportunidade de mudar o mundo de alguém. Iluminar seus passos para um futuro melhor.

Ser professor é isso, ter noites mau dormidas, noites em claro corrigindo trabalhos, preparando aulas, pensando em maneiras de inovar nas aulas, pensando numa forma mais simples e mais eficaz de ensinar determinada matéria.

Não estou aqui pregando que a vida dos professores é um mar de rosas, onde tudo é lindo e maravilhoso, mas também não estou falando de que a vida de professor é um inferno. Estou aqui dizendo que aquele que faz o que ama, não vai sofrer enquanto estiver trabalhando, irá fazer tudo com um sorriso no rosto e aquela vontade de fazer a diferença na vida de seus alunos.

Estou em um momento de vida, em que meu trabalho principal está muito corrido, cada dia que passa as coisas ficam mais e mais complicadas, muitas demandas para entregar, projetos novos surgindo, muito estresse envolvido, mas mesmo assim, fiz questão de abrir um espaço em minha agenda e me dedicar para algo que eu acho que vale a pena ser feito.

Como em qualquer outra profissão, temos nossos desafios, nossas decepções, nossos momentos de glória. E não podemos nos esquecer de nossa importância, de nossos valores.

Ser professor é… inspirar, incentivar, gerar o questionamento, orientar… Isso sim é ser professor. Muita além apenas de um registro em carteira, uma escolha.

Obrigado por ler até aqui…