Relacionamentos Tinderianos e o seu vazio.

Fatores como o hedonismo, o mercado de trabalho extremamente competitivo onde temos que dedicar cada vez mais tempo as nossas carreiras e quem escolhe um caminho diferente acaba sendo taxado como fracassado. Uma sociedade onde é muito fácil conseguir relacionamentos casuais e as pessoas não conseguem tolerar o mínimo de frustração inerente de qualquer relacionamento mais orgânico, profundo, decepções e frustrações que fazem parte de qualquer casal, dificuldades não solucionadas e trocas de parceira/o esperando que o novo atenda todas as nossas expectativas platônicas e irreais.

Ninguém é perfeito, onde todos são tratados como floquinhos de neves especiais ou gênios sem nunca terem trabalhado duro pra isso, onde são vendidos estilos de vida que presam experiencias que são muito dificultadas ou até mesmo impossibilitadas por qualquer laço mais profundo; pessoas normais não ficam um mês na Tailândia se tiverem que alimentar 2 crianças e/ou pagar o aluguel e o financiamento do carro no final do mês, a conta não fecha; a exposição nas mídias sociais e os “filtros de felicidade” do Instagram tornam o solo em que vivemos infértil para qualquer tipo de relacionamento mais profundo favorecendo e muito um comportamento egoísta e relacionamentos baseados apenas em aparências ou status, onde os laços são rasos como um pires para que possam ser quebrados com facilidade assim que uma experiências mais interessante surgir no horizonte.

Senhores essa é a sociedade em que vivemos, acostumem-se, ninguém aqui é bonzinho e, a não ser que você ganhe na loteria da vida meu amigo, não vai achar quem te complete, e se achar, meu conselho, segura ela que isso é raro e é o que há de mais valioso no mundo.