Abraçada à minha angústia
clara averbuck
2895

Que texto lindo, Clara. Li pro meu namorado, que é escritor, e ele disse “que vontade de dar um abraço nela”. Eu sou fotógrafa. Também mãe e separada. Tem meses normais, tem meses bons e tem meses difíceis. Meu aluguel não está atrasado, mas estou devendo mensalidades na escola da minha filha. É a minha preocupação dessas semanas. Como vou fazer, porque ela precisa estudar ano que vem.

Daí, ler um texto assim seu, é bom. Saber que gente que admiro também passa por problemas, também vive na luta das contas pra pagar.

Acho que é a nossa conta, o preço por escolhermos essa vida que não tem e não nos dá muitas garantias. Mas a vida que nos faz ser quem somos. E, quem você é, ensina, inspira e encoraja muita gente.

Obrigada! Desejo que suas contas não sejam tão pesadas. E que tenha fases mais leves, mas ainda inspiradoras.