BRANDING: APRESENTANDO E CONSOLIDANDO UMA MARCA

Ela precisa saber o que quer, como e quando irá realizar seus objetivos. Não estamos falando de pessoas, mas de marcas!

É fácil criar marcas, o difícil é consolidá-las. E, para fazer isso, é preciso de uma estratégia de Branding bem pensada, o que significa gestão de marca, mas antes de qualquer coisa temos que conhecer a marca, certo?

E ninguém melhor para apresenta-la do que o próprio(a) idealizador(a). Pois ele sabe que valores ela terá, quais os objetivos de seus produtos/serviços oferecidos, que relação ela criará com seus consumidores, quem são seus consumidores… Nome, logotipo e cores não são o suficiente!

Parece complicado, né? Mas se você está nessa fase e não consegue traçar o perfil da sua marca, fique tranquilo. Veja algumas dicas que podem ajudá-lo(a) a saber o que sua marca é exatamente.

· Perguntas antes de respostas!

Onde a marca quer chegar?

Por que ela oferece determinado produto ou serviço?

Quais são as principais qualidades dela?

Que vínculos ela quer criar com seus consumidores e seguidores?

Que valores irá transmitir e quais bandeiras irá levantar e apoiar?

· Como será colocado em prática?

Já falamos bastante sobre a importância de não ficar só na ideia, mas sim fazer. Então, depois de responder as questões acima e outras, pense em formas de provar que a marca realmente é o que diz ser. Com ações, campanhas, produtos personalizados, promoções em datas comemorativas, eventos e por aí vai é possível mostrar ao que a marca veio ao mundo. Isso é fundamental para se diferenciar de quem só fala e se igualar a quem faz e, de fato, é o que diz.

· Presença, autenticidade e versatilidade são sinônimos de Branding

A marca deve marcar presença sempre que possível, não apenas por meio das redes sociais, mas também por meio da qualidade dos seus produtos e da comunicação. É importante destacar o que ela pretende fazer com suas ações: estimular a cultura, incentivar a igualdade, encorajar o início de práticas físicas ou apoiar a união das pessoas em prol de um bem maior, por exemplo. Embora expor sua missão e opiniões seja bacana, a marca deve saber se adaptar a determinadas situações, principalmente, em momentos de crises, que podem acontecer no meio do caminho. Sabendo o propósito da marca, fica muito mais fácil lidar com as dificuldades.

E, caso não consiga achar o caminho da sua marca sozinho(a), nós, da Agência Janela Criativa, podemos te orientar de uma forma descontraída, criativa e construtiva.

Modelo de dinâmica para definir a marca como persona

Construímos a marca e toda gestão dela (Branding) por meio de dinâmicas com os criadores. As informações são originadas de questionamentos e as características são induzidas por meio de fichas, que contêm qualidades variadas.

Elas podem ou não ser compatíveis com a marca, conforme o que o(a) idealizador(a) achar mais interessante. Além disso, traçamos, juntos, objetivos, público-alvo, concorrentes, ações e até mesmo como alcançar todas as metas a partir do perfil da marca.

É como se fôssemos o psicólogo da marca: ajudamos ela a se conhecer, a entender o que quer e como quer realizar seus sonhos. Encontramos, junto a ela, o melhor caminho para seguir.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.