INBOUND E OUTBOUND MARKETING: DIFERENÇAS E SEMELHANÇA

“Unidos venceremos” poderia ser o lema desses dois modelos de marketing!

Para onde olhamos há propagandas: no vagão do metrô, nas ruas, nos sites… Lá estão elas, sempre prontas para serem vistas e, posteriormente, compradas no sentido de as pessoas gostarem da ideia e se interessarem pelo produto.

Mas não são todas iguais.

O marketing é dividido em dois segmentos, que são o Inbound e o Outbound. Eles têm peculiaridades bem delineadas e objetivos semelhantes.

Os dois estão em busca de consumidores para os seus produtos e serviços, levando em consideração o retorno sobre o investimento (ROI) envolvido nas ações propostas, que podem ser muitas, tanto no Inbound Marketing quanto no Outbound.

Cientes das metas, podemos passar para as diferenças marcantes entre essas duas formas para atingi-las:

INBOUND MARKETING

É a nova queridinha dos profissionais e não é para menos, pois seus princípios estão completamente alinhados com os valores modernos, como: comunicação, conhecimento e engajamento. Sua proposta é atrair as pessoas por meio da relevância.

· Produção de conteúdo: uma das estratégias mais marcantes do Inbound Marketing é a criação de textos (e-books, artigos, posts) vídeos e podcasts sobre assuntos relacionados aos produtos e serviços comercializados, com profundidade, comprovando o conhecimento da marca e dos profissionais envolvidos.

· Redes sociais: nesse modelo de marketing, a marca costuma ter sua própria linguagem e luta pelas causas que acredita a partir de posts e campanhas no facebook, instagram ou youtube. As pessoas que concordam com ela a seguem, como se fosse um(a) amigo(a) ou uma pessoa conhecida, figura pública. Inclusive interagem com ela, compartilhando seus conteúdos ou fazendo comentários e enviando mensagens.

· Funil de vendas e ferramentas: no inbound marketing sempre é possível aprimorar a estratégia com o conhecimento integral da jornada de compra. E, usando ferramentas, como: Facebook Ads e Google Adwords, expandir o alcance, realizar os objetivos e dobrar as metas, é uma realidade.

· Análise de resultados: a maior preocupação sempre está no retorno e, como nesse modelo a maior parte das ações são feitas no meio digital, é viável analisar dados em tempo real, captando o que há de mais importante para um negócio — seja o perfil da persona, seja os produtos que mais vendem.

OUTBOUND MARKETING

Tradicional, é o modelo usado a fim de proporcionar resultados rapidamente. E, embora venha perdendo prestígio, ainda tem seu charme para algumas marcas. Ela é direta e reta, não esperando os clientes, mas sim indo até eles.

· Os fins estão nos meios: independente da onde a mensagem vai estar, ela é criada para falar sobre os produtos e levar o internauta para eles. Por exemplo: e-mail marketing, pop-ups, anúncios, entre outros.

· Ações em massa: todas as práticas são direcionadas para alcançar muitas pessoas.

· ROI mais rápido: embora os resultados sejam mais rápidos a olhos nu, muitas vezes eles não podem ser fragmentados para a marca saber se poderia aumenta-los.

· Online e Offline: é importante ressaltar que esse modelo pode estar nos meios digitais e físicos, como, por exemplo, em outdoors, panfletos e sites e e-mails.

O INOVADOR E O TRADICIONAL: FORÇA-TAREFA

Uma loja física, por exemplo, pode fazer posts para redes sociais frequentemente e estabelecer outdoors em locais estratégicos (previamente pesquisados por meio de dados da internet), assim, há o engajamento dos seguidores e a visibilidade dessa marca é expandida para regiões onde moram consumidores em potencial.

Ou, no caso de um e-commerce, como ele foi feito totalmente para o meio digital e está focado em internautas, ele pode usar tanto o Inbound quanto o Outbound na internet: com produção de conteúdo para blogs e pop-ups em sites diferentes, por exemplo.

Unindo os dois modelos, é como ter as vantagens dos dois sem sentir os efeitos do que não é tão bom assim.

Que tal fazer essa experiência, obter resultados e, em um determinado momento, ser obrigado a triplicar as metas porque as anteriores já foram atingidas?