Você está tomando alguns pontos que podem ser erros de precisão de análise para, no fim, dar um…
Sergio H Martins
13

O objetivo do texto é ‘desmascarar’ alguém, expor um charlatão. A acusação é gravíssima e a responsabilidade deveria exigir um trabalho impecável, mas não vejo isso acontecendo, na minha opinião. O método também não me parece justo. A retórica é bem agressiva, mas é o estilo dele, pelo que pude notar em seu vídeo (obs: não conhecia o Izzy até então). A peça acaba ficando comprometida com os erros encontrados. Você encontra extrapolações do tipo “não tem literalmente conteúdo algum”, “devaneios esparsos de uma garota imaginativa”. Sério?

Seria mais interessante se Izzy transmitisse a idéia da necessidade em se lançar um olhar mais criterioso sobre a realidade que se apresenta, deixando mais questões abertas. A forma como ele pontua cada iniciativa, julga sua relevância e veracidade é leviana. Ora, umas buscas no Google?

Titulações, rankings e feitos têm sempre de ser questionados, pois certamente o forte da mídia não é precisão. Escrever em um espaço reduzido, com palavras sendo contadas e uma mensagem principal, demanda enxugar o texto e, muitas vezes, optar pela simplificação, perdendo-se precisão. Às vezes o próprio entrevistado já tem ciência disso e para evitar ruídos e desentendimentos, ele mesmo já o faz na fonte.

Apenas pra esclarecer. Não curto meta-empreendedorismo sem track record. No caso da Bel, o tempo dirá. Acho que estão pegando ela cedo demais para Cristo, para iniciar uma catarse dos sentimentos que o empreendedorismo de palco tem despertado na comunidade empreendedora no Brasil.