Um recado pra quem só sabe falar mal

João Doederlein
Nov 4, 2016 · 2 min read

Se fosse só pelo dinheiro,
eu virava bicheiro,
não tava aqui não.
Nasci em Brasília,
no Distrito Absurdo,
futuro aqui?
Futuro é concurso!
Se fosse por causa da grana
não passava a semana
fazendo poesia,
então desencana!

Goste ou não,
não ‘sejá’ vacilão,
e agrida de graça
quem tem boa intenção.
Respeita o trampo do outro
e sua dedicação.
Podia estar no escritório
das 8h às 18h
rezando logo pro
fim do mês.
Podia ter dado orgulho
pro pai e pra mãe.
Mas preciso aguentar
quem diz que sou vagabundo
por tentar
prosperar.
E quando pergunto
mudam de assunto,
não há quem tenha coragem de me olhar e falar.
Pois sabem que sigo um sonho
e que o pouco sono não vai me atrapalhar.

E tudo o que querem
do lado de fora
é inventar história e motivo pra me criticar.
Meu texto é meu
e eu vou escrever como minha mente mandar.

Se meu verso é simples
não é um motivo pra me esculachar.
Se eu escrevo online
não me venha com essa
de me comparar
com os grandes poetas
que tivemos que estudar.
Não sou que nem eles
e nem quero ser.
Faço meu texto
pra me entender.

Fica na sua
e eu fico na minha.
Se não for respeitar
é melhor que nem diga.
E aqui fica a dica:
não tem que gostar,
eu não tô aqui pra te agradar.
Tô aqui pra sonhar
e pra realizar.

Pra indiferença,
um aceno.
Pro apoio,
um abraço.
Pra rasteira,
o meu dedo.
Pro respeito:
aplauso.

fotografia por Olivia Bee

João Doederlein

Written by

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade