Alento

Fundir a língua com o pão de forma mofado. Enxergar as telas eletrônicas como um espelho quebrado. Sentir que os passos retos são pendulares. Estou com pressa, não me venha com o que não importa. Onde eu posso jogar um tempinho no lixo depois de um dia a menos?
 
 Quando chega o alento, de tão repetido, perde o efeito. O franzido da testa é afogado pela cerveja. Não há tempo a perder para voltar a perder tempo e confundir a vida com tudo de novo.