Como vender uma ideia em pouco tempo

Como utilizar melhor o tempo para apresentar uma ideia? Todas as pessoas do mundo possuem a mesma quantidade diária deste bem tão precioso, o tempo. Entretanto, algumas pessoas parecem que possuem uma quantidade de tempo maior. Na verdade, há pessoas que administram melhor o seu tempo do que outras. Disciplina e planejamento podem ser as chaves para essa questão.

Bem, imagine que você teve uma brilhante ideia e tem escassos minutos para apresentá-la e convencer. Como fazer?

É… a vida é dura!

Você se surpreendeu com a ideia que teve. É a ideia da sua vida. Uma ideia verdadeiramente magnífica, capaz de fazer uma revolução. Agora, há um detalhe importante: você precisa apresentá-la à cúpula da empresa ou a um possível investidor. Toma coragem e liga para a secretária do seu alvo, expõe o seu caso e pede uma reunião com o todo-poderoso. Ansioso com a data da reunião a ser marcada, é informado que a agenda do seu desejado patrocinador está lotada pelos próximos dois meses. Você, mesmo desesperado, mantém a voz calma e pede “apenas” uma hora, míseros 60 minutos, pois a ideia tem potencial para gerar um novo mercado e muito dinheiro, além de impulsionar a sua carreira, obviamente, se tudo der certo. A secretária responde a sua pergunta com um simples: impossível. Então, você começa um leilão às avessas. 40 minutos, 30 minutos, 20 minutos. Contendo o choro, você suspira e pede: “por favor, consiga-me 10 minutos”. Comovida com a sua persistência, e para sua felicidade, 5 minutos foram arrumados entre duas reuniões importantes, na tarde do dia seguinte.

E agora, José? Você terá 5 minutos para convencer. Trezentos segundos que poderão mudar a sua vida. Uma única chance, um único alvo e somente um tiro. É matar ou morrer. O que fazer?

1. É fato: ter pouco tempo para argumentar e convencer faz parte do jogo. Não entre em pânico. Pense que você teve uma oportunidade, que deve ser encarada como tal.

2. Chega de lero-lero. Vá direto ao ponto. Comece pelo final. Vários estudos comprovam que os trinta segundos iniciais de uma apresentação são determinantes para prender a atenção da audiência. Pense nos comerciais de TV.

3. Coloque-se no lugar dos seus interlocutores, procure pensar como eles e imagine quais serão as prováveis perguntas que farão. Esteja preparado para enfrentar resistências e preconceitos.

4. Saiba que o seu tempo, por menor que seja, poderá diminuir. Caso você tenha 30 minutos, prepare mais duas versões da sua apresentação, uma com 15 minutos e outra com 5 minutos. Prepare-se para o imprevisto, tendo sempre em mente que você terá os trinta segundos iniciais para despertar o interesse das pessoas.

5. Cuidado com o apagão! É isso mesmo que eu quis dizer. E se faltar energia? E se o computador falhar? Leve consigo cópias das suas apresentações em pendrive, em transparências (ainda funciona, no aperto poderá ser a salvação), impressas e deixe backups na nuvem. Faça o que for possível para não ser vencido pela nefasta Lei de Murphy.

6. Uma imagem pode valer mais do que mil palavras. Imagens e gráficos simples são importantes para que as pessoas entendam as informações com mais facilidade, para não deixar a apresentação aborrecida e dar ritmo.

7. Caso seja possível, procure marcar as suas apresentações para o expediente da manhã, período no qual as pessoas estão mais acessíveis.

8. Lembre-se: quanto mais você planeja, quanto mais você se prepara, mais tempo disponível terá. Reúna todas as informações necessárias sobre a ideia, o mercado, a concorrência, etc…

9. Treine, treine e treine. O espelho é um excelente parceiro nessas horas.

Existem muitas ferramentas disponíveis para proporcionar uma boa comunicação e contribuir para um bom desempenho em apresentações, mas nada substitui a sua atuação pessoal. Saiba que falar com objetividade não significa necessariamente falar pouco, mas transmitir a mensagem que se quer de maneira clara e precisa.

Espero que, da próxima vez que você tiver uma ideia brilhante e precisar vendê-la, esses conselhos sejam úteis. Sucesso e… Boa Sorte!

Estou no Twitter, LinkedIn, SoundClould e no site: www.albirio.com.br.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Albírio Gonçalves’s story.