A lenda do homem que quis tornar-se estrela

Não contava com a surpresa do encontro
Beleza rara o deixou tonto
Fustigado pelo assombro
Jamais vira beleza como tal
Mulher com começo, meio e…
Sem fim!
Pois tinha um universo inteiro num só corpo
E ele daquelas infinitas constelações 
Quis fazer parte

Procurou magos, xamãs, feiticeiros
Mestre das místicas artes
“Quero ser estrela”, dizia
Ninguém entendia
O homem insistia
“Estrela, sim, mas de um universo muito particular”
“Não quero muito!”
“Apenas desejo ser um ponto luminoso no infinito daquela que carrega o Sol dentro de si”

Todos sabiam que era impossível
Mas não tinham coragem de dizer
O homem não desistiu, passaria a vida inteira tentando
Tinha em seu coração que aquela seria interminável senda
Final terrível, morreu sem ser estrela
Entretanto, para a surpresa de todos 
Virou lenda!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Aldo Damasceno’s story.