Cartas pra ela — Flui feito riacho

Pois é, se é fácil não tem graça. Tem que ser difícil, tem que ter perturbação. Já dizia aquele velho ditado: o mar calmo não faz bom marinheiro. 
Como se fosse tão natural, a coisa flui. E não tem problema. Vai e vai, vai mais e não para. Me impressiona, e até me assusta, a forma como tudo acontece. 
Vem cá, deixa eu te cobrir. Deixa eu dar aquele cheiro, sentir de novo aquela risada que você dá. Ver o jeito tímido no meio de todo mundo. Ver você. 
Felicidade mesmo a gente encontra em gente conectada. Gente que faz da gente, gente. 
Como diria uma amiga portuguesa: A gente ta distante, mas ta tudo bem. Assim a história segue e a gente vai vivendo a vida.