Hoje comprei o jornal, fiz o café forte, sentei em sua poltrona, apenas pra lembrar de seus hábitos.

Hoje sonhei que você voltava, que dizia que me amava, que me queria pra sempre.

Mas eu não perdoarei a sua ida fora de tempo, eu me perdi todo dia em que não o encontrei aqui, do outro lado da cama.

Não me peça paciência enquanto te peço pra ficar. A casa sempre será seu lar, sempre estará a te esperar, mas meu coração eu não posso governar, talvez um dia ele se apaixone outra vez e você se tornará apenas um sonho, apenas um lindo sonho de amor.