Você não precisar ser designer para entregar uma boa experiência ao usuário — parte 2

Caso não tenha visto a primeira parte, você pode vê-la aqui

Uma vez que você começar a agir como um profissional UX em uma base regular, seu gerente, seus colegas e outras pessoas que estão interessadas na experiência do usuário irão notar o valor que você está fornecendo.

Seja uma esponja para o conhecimento

“Você pode aprender algo novo todo dia se você prestar atenção” — Ray LeBlond

Aprenda mais sobre UX, se você tiver oportunidade de ler um livro eu certamente recomendo ler, “O guia para projetar UX”. Esse livro lhe ajudará a mudar sua percepção sobre o usuário.

Mas não se limite a somente ler livros. Há diversas oportunidades para praticar e aprender mais, tais como usar o seu próprio produto, escutar seus clientes e avaliando produtos similares com melhor usabilidade.

Uma outra dica é a cada tarefa que você finaliza, fazer a seguinte pergunta a si mesmo:

Como eu estou garantindo a melhor experiência ao usuário neste produto, ferramenta ou recurso?

Muitas vezes, sua resposta será: pela melhoria da interface do usuário e reduzindo a necessidade de documentação.

Vá em frente e faça isso! Aja como um profissional UX

“A única maneira de fazer um bom trabalho é fazer o que você ama” — Steve Jobs

É isso, fácil né? Então resumindo não espere que alguém lhe de permissão para ser um profissional UX. Não fique preso em qualquer nome de cargo que você tenha. E nunca pense que você não pode fazer a diferença.

Em vez disso, comece a usar as habilidades que você já tem e trabalhe elas, aprendendo mais sobre UX, ambiente-se com pessoas na sua organização que compartilham da mesma paixão por UX que você tem, e vá em frente e crie produtos incríveis. Seus clientes irão agradecer.