Sedentarismo

O que ninguém conta sobre sinalização celular.

não sei o criador da imagem pra dar o crédito, achei no Google, desculpa

Se minhas células falassem, estariam tendo este diálogo agora:
Adipócito: Gente, eu não aguento mais guardar gordura. Segura a produção aí, Hepatócito!
Hepatócito: Desculpa, Adipócito, mas cada vez entra mais carboidrato aqui pra dentro. O Enterócito fica mandando glicose e mais glicose. Se eu não transformar tudo em gordura vou perder meu emprego.
Adipócito: Mas tá um exagero isso! Mais um pouco e vou explodir. AHHHHHHHHH! Socorroooooo! Dividi em duas!
Enterócito: Virem-se vocês. Eu sou só uma célula de passagem. Se eu fizer greve vai ter diarréia, e ninguém vai ficar feliz. Não é culpa minha que esse guri come sem parar. É culpa dos Neurônios do Hipotálamo.
Neurônio: PERA LÁ GALERA! Ele costumava gastar 4.000 Kcal por dia. Eu não consigo me reprogramar tão rápido. Tenho culpa que esses músculos tão parados faz meses?
Miócito: Essas células que ficam na vida boa só reclamam. Eu passo a vida toda ralando, contraindo e me mexendo e nunca me reconhecem por nada. Aí eu resolvo tirar umas férias acumuladas e vocês já metem pau em mim. Vou é fazer greve pra ver se reconhecem o meu valor.
Adipócito: A gente sabe da tua importância, Miócito, mas não tá mais cabendo gordura aqui dentro. Eu vou começar a lançar uns triglicerídeos pro sangue. Logo mais tu vai ter que acumular também.
Miócito: Vou é mandar essa graxa pra Mitocôndria. Ô Dona Mitocôndria! Mitocondriaaaaaaaaaaaaa! Queima esse óleo pra fazer um calorzinho aí por favor?
Mitocôndria: Desculpa, Miócito, mas não dá mais. Antes eu era linda, cheia de cristas, com todos esses núcleos ao redor me bajulando. Tu resolveu tirar férias, e os núcleos foram embora. Não tem mais proteína aqui. A culpa é tua que não contrai. Me sinto tão solitária. Sinto frio até na alma.
Hepatócito: Gente, se vocês não derem um jeito, eu vou inflamar. Com esteatose não se brinca. Hipotálamo, manda um aviso pros teus primos do Córtex Pré-frontal. Diz pra eles que se não começarem a se mexer agora, ninguém mais vai querer saber desse corpo. Apela pra razão.
Neurônio: Ih, Hepatócito. Esse lance é de amor e é com a galera do Hipocampo. Me parece que eles tão surdos. Não querem mais saber se alguém vai achar esse corpo atraente ou não.
Hepatócito: Mas com quem a gente fala então sobre isso?
Miócito: Dizem que é com uma tal de Leydig. Quem é essa vadia?
Célula de Leydig: Me chamaram?
Miócito: Sim, sua vadia! Não quer mais fazer testosterona?
Célula de Leyig: Eu tô fazendo, mas o Adipócito converte tudo em estrógeno.
Adipócito: Tá né! A culpa é do gordo aqui pra variar!
Neurônio: Adipócito, segura lá na conversão. Testosterona liberta, estrógeno trava.
Adipócito: Inverno tá chegando. Vocês ainda vão me agradecer. Miócito, trabalha um pouco meu rapaz!
Miócito: Férias, baby. Férias. Tô fatigado.
Mitocôndria: Maldita hora que eu resolvi fazer simbiose com esse eucarionte.

Alexandre Wahl Hennigen

Written by

Pajé, cozinheiro, nadador, atilado, alfabetizado, conselheiro, plantador de oliveiras, catador de frutas, comilão, naturista, traficante, barbudo e cabeludo.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade