Agile Learning Centers: conjugando educação democrática e organizações ágeis

Alex Bretas
May 29, 2018 · 4 min read

[Parte 1] Criando comunidades de aprendizagem que aprendem

Agile Learning Centers (Centros de Aprendizagem Ágil) ou ALC são uma rede global de projetos de educação que nasceram de dois movimentos: as escolas livres ou democráticas e as organizações ágeis.

O primeiro ALC surgiu na cidade de Nova York em 2013, após alguns testes com ferramentas ágeis terem sido feitos na Manhattan Free School. Em seguida, o time fundador levou a ideia para uma incubadora de projetos de transformação social, a Emerging Leaders Labs. Desde então, o modelo se consolidou e uma rede começou a tomar forma. Novos projetos floresceram devido ao esforço de disseminação da equipe, primeiro nos Estados Unidos e depois na América Central e em outras localidades. Diversas ações como a produção de um material introdutório (Starter Kit), um sistema de membresia e cursos de formação contribuíram para essa expansão.

Em maio de 2018, ocorreu a primeira formação em aprendizagem ágil na América do Sul. E foi quase por acidente. Os equatorianos Marco e Karina estavam se organizando para irem a um curso da rede ALC que aconteceria no México, mas tiveram seus vistos negados. Decidiram, então, organizar um treinamento em seu país. E foi lá que pude conhecer mais de perto essa abordagem.

A filosofia de aprendizagem que se pratica em um ALC é muito próxima do que se presencia nas escolas democráticas. Existe autonomia para que estudantes escolham quais caminhos querem trilhar. A tomada de decisão é compartilhada, de modo que todas as pessoas podem influenciar nos rumos do projeto. E as relações entre facilitadores e facilitadoras e estudantes esquivam-se da hierarquia.

No entanto, há elementos culturais que diferenciam um ALC de uma iniciativa de educação democrática. O principal deles, pelo que pude perceber, é a crença de que decisões só se provam boas na prática. Assim, não vale a pena ficar horas discutindo qual a melhor ideia para se resolver um problema, uma vez que somente ao ser confrontada com o mundo real é que ela poderá ser realmente avaliada. Muitas escolas democráticas passam horas fazendo assembleias. E isso pode gerar frustração e desengajamento.

Os princípios ágeis são úteis para gerar uma cultura de experimentação constante. Em outras palavras, é possível dizer que os ALC são comunidades de aprendizagem que aprendem.

Um exemplo de como isso acontece é a reunião de mudança, alimentada pelo quadro de maestria comunitária.

A reunião de mudança é um momento semanal nos ALC cujo objetivo é propor e avaliar soluções para melhorar a comunidade. Geralmente, a participação de todos e todas é obrigatória. O quadro de maestria comunitária fica disponível o tempo todo e vai sendo preenchido de baixo para cima. Qualquer pessoa pode, então, pregar nele post-its com observações sobre o que precisa ser mudado.

No início da reunião, todas as observações são lidas e o grupo decide qual será a pauta. Soluções são propostas e uma delas (ou uma mistura de várias) é eleita para ser testada. Dessa forma, a solução escolhida passa para a linha “Prática”, o que significa que ela será experimentada até a próxima reunião de mudança. Na reunião seguinte, a comunidade avalia a solução a partir de seus resultados reais e faz pequenos ajustes, se necessário. Se a ideia é avaliada positivamente, ela sobe para a linha “Integrada”, o que significa que agora ela faz parte do dia-a-dia.

As reuniões de mudança que fizemos na formação duraram entre 15 a 30 minutos. A ideia é que elas sejam rápidas para que se ocupe o maior tempo possível com atividades focadas no aprendizado.

[continua…]


Apoie este blog e tudo que ele semeia por aí

Trabalho por uma educação mais autêntica e que leve em conta os desejos e sonhos das pessoas.

Considere apoiar o que faço a partir de R$ 3 por mês. Tem umas recompensas bem legais, dá uma olhada: apoia.se/alexbretas.

Alex Bretas

Written by

Apaixonado por aprendizagem, escritor, facilitador, membro da teya e cofundador do ALC São Paulo.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade