As madrugadas inquietantes que não me deixam repousar, penso que eu poderia ser uma nuvem vagando pelo azul do céu, penso que poderia ver tudo de cima e como tudo seria lindo sem ninguém interferir no meu sossego. Fico me perguntando se nos outros planetas existe alguém parecido comigo, sera que sou mesmo único? acho que não, sera que algum ET pode vim me levar? estou com saudade de casa, porque tenho certeza que desse mundo eu não sou. E quando vierem me levar de volta, tragam o álcool que vocês bebem ai, pois se vierem sem ele, melhor ficar ai. Estarei esperando ansioso.

Like what you read? Give Alex Almeida a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.