Quando me sinto quebrada por dentro,

Sinto eu mesma.

Depois de uma viagem com estrada tranquila,

sou arremessada para fora e atingida por estilhaços

Dos quais não posso desvencilhar.

Quando me sinto quebrada por dentro,

Vazia, me atenho a esse sentimento

E eu adoro, mesmo não procurando por ele,

Ele me encontra

E a dor me faz lembrar-me que estou viva

Mesmo miseravelmente.

Eu pertenço

Eu me pertenço

E essa escuridão ocasional me pertence.